Hoje é
Artigos

21/01
2015

Catedral

Preservar a Catedral

Em outubro de 2013, a Catedral Metropolitana de São Sebastião, em Ribeirão Preto (SP), encomendou ao Centro Tecnológico Falcão Bauer um laudo técnico para averiguar os problemas estruturais como infiltrações, rachaduras, e as condições atua


Preservar a Catedral


Em outubro de 2013, a Catedral Metropolitana de São Sebastião, em Ribeirão Preto (SP), encomendou ao Centro Tecnológico Falcão Bauer um laudo técnico para averiguar os problemas estruturais como infiltrações, rachaduras, e as condições atuais de integridade do prédio. Os resultados do laudo identificaram problemas estruturais no prédio, decorrente do intenso trânsito de carros, caminhões e ônibus nas ruas laterais e na frente da Catedral. Em muitos dos grandes monumentos históricos do mundo não há trânsito no seu entorno, e os que possuem trânsito no seu entorno enfrentam esses problemas estruturais.

Na edição do Diário Oficial do Governo do Estado de São Paulo de 27 de junho deste ano, o Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo) aprovou o tombamento do Conjunto da Catedral de São Sebastião. O decreto incluiu o conjunto arquitetônico e histórico que inclui a Catedral de São Sebastião, a Praça das Bandeiras e o Palácio Episcopal. Na descrição do perímetro enquadram-se o entorno da Catedral, da Praça das Bandeiras e do Palácio Episcopal e abrange as ruas: Tibiriça, Lafaiete, Américo Brasiliense, Florêncio de Abreu e Visconde de Inhaúma.

Com o tombamento qualquer alteração no conjunto da Catedral exige a aprovação do Condephaat. A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto tem a intenção de construir no entorno Estações de nibus, e solicitou o aval do Condephaat, que no último dia 3 de novembro, autorizou, porém exige da prefeitura relatório comprovando que, a implantação de estações, não vai afetar as estruturas da Catedral.

Foi instaurada uma CEE (Comissão de Estudos Específicos) na Câmara Municipal, no início desse semestre, com a presença de historiadores e técnicos e os vereadores, e também não foi aprovada a construção das estações ou terminais.

O Fórum de Entidades de Ribeirão Preto (Ferp) que reúne 22 órgãos do município de Ribeirão Preto se reuniu em 31 de outubro, na Associação Comercial e Industrial (ACIRP), para debater a implantação das estações no entorno da Catedral. As entidades se posicionaram contrárias a criação de terminais ou estações na praça e imediações da Catedral, e propõe outras alternativas que serão especificadas em um relatório a ser entregue prefeitura.

A Catedral Metropolitana de São Sebastião não é contrária a implantação de terminais ou estações de ônibus na cidade de Ribeirão Preto, mas se posiciona contrária a implantação no entorno do prédio histórico da Catedral, pois isto acarretará ainda mais a intensificação do trânsito e o prejuízo para o patrimônio histórico e arquitetônico da Catedral, e da comunidade cristã.

Na festa de São Sebastião, padroeiro da Arquidiocese de Ribeirão Preto, 20 de janeiro de 2015, ao menos 1,2 mil pessoas participaram do "Abraço" na Catedral ao final da celebração eucarística, num gesto de amor e compromisso na defesa deste patrimônio histórico, cultural e religioso de Ribeirão Preto.

Pastoral da Comunicação
Arquidiocese de Ribeirão Preto


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2018 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5