Hoje é
Artigos

26/03
2015

Campanha da Fraternidade

Coleta da Solidariedade 2015

Nas paróquias e comunidade, no Domingo de Ramos, 28 e 29 de março, acontece a Coleta da Solidariedade - Campanha da Fraternidade 2015


Coleta da Solidariedade 2015


Gesto concreto da Campanha da Fraternidade

Domingo de Ramos
28 e 29 de março de 2015 - Paróquias

O tempo da quaresma é um tempo penitencial e a verdadeira conversão deve produzir frutos (cf. Mt 3,8). O primeiro gesto concreto de conversão quaresmal para os discípulos missionários é a participação na vida da comunidade que serve e celebra. O segundo é a oferta de doação em dinheiro na coleta da solidariedade, a ser realizada no Domingo de Ramos, dia 29 de março. Esta coleta é destinada aos pobres. Por meio deste gesto concreto, a Igreja dá um testemunho de fraternidade e aponta o caminho cristão da partilha (cf. At 2,45) para a superação das grandes desigualdades presentes nas estruturas da sociedade brasileira.

A coleta deste ano destina-se também a combater a fome no mundo, por meio de uma ação promovida pela Caritas, com o lema: Uma família humana, pão e justiça para todas as pessoas.

A coleta não se resume a mera doação. Deve expressar o empenho quaresmal de conversão.

As comunidades sejam exortadas para a vivência deste gesto concreto desde o início da quaresma.

necessário motivar a comunidade para a coleta. A prestação de contas da destinação dos recursos dos Fundos Nacional e Diocesano de Solidariedade, a distribuição de envelopes, e dinâmicas segundo o critério da comunidade podem contribuir para uma coleta mais consciente e participativa.

Dia Nacional da Coleta da Solidariedade - 29 de março de 2015

As equipes de campanha e de liturgia das comunidades eclesiais são convidadas a organizar o gesto concreto de solidariedade durante o tempo forte da Campanha, que vai do início da Quaresma, na quarta-feira de cinzas, 18 de fevereiro de 2015, até o Domingo de Ramos, que antecede Páscoa, 29 de março de 2015.

Bispos, padres, religiosos(as), lideranças leigas, agentes de pastoral, colégios católicos e movimentos eclesiais são os principais motivadores e animadores da Campanha da Fraternidade. A Igreja espera que com esta motivação todos participem, oferecendo sua solidariedade em favor das pessoas, grupos e comunidades, pois: Ao longo de uma história de solidariedade e compromisso com as incontáveis vítimas das inúmeras formas de destruição da vida, a Igreja se reconhece servidora do Deus da vida (DGAE, n. 66). O gesto fraterno da oferta tem um caráter de conversão quaresmal, condição para que advenha um novo tempo marcado pelo amor e pela valorização da vida.

O resultado integral das coletas realizadas nas celebrações do Domingo de Ramos, coleta da solidariedade, com ou sem envelope, deve ser encaminhado respectiva diocese. Do total arrecadado pela Coleta da Solidariedade, a Diocese deve enviar 40% ao Fundo Nacional de Solidariedade, gerido pela CNBB. A outra parte 60)% permanece nas Dioceses para atender projetos locais, pelos respectivos Fundos Diocesanos de Solidariedade.

Os recursos arrecadados serão destinados preferencialmente a projetos que atendem aos objetivos propostos pela CF-2015.


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2017 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5