Hoje é
Palavra do Arcebispo

23/02
2017

Arcebispo

Cultivar e cuidar da criação

Com o intuito de ajudar na preparação da Campanha da Fraternidade (CF) 2017, apresento alguns elementos do Texto-Base (TB), que é a grande orientação da CF.


Cultivar e cuidar da criação

Com o intuito de ajudar na preparação da Campanha da Fraternidade (CF) 2017, apresento alguns elementos do Texto-Base (TB), que é a grande orientação da CF.

A CF 2017 tem como tema: “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”; e como lema: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2, 15). O objetivo geral desta CF é: “Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e  promover  relações   fraternas com a vida no planeta e  a cultura dos povos, à luz do Evangelho” (TB, 10).

O que é um bioma? “Um bioma é um conjunto de vida (animal e vegetal) constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade biológica própria” (TB, 4). “No Brasil temos seis biomas: a Mata Atlântica, a Amazônia, o Cerrado, o Pantanal, a Caatinga e o Pampa” (TB, 5).

O Estado de São Paulo está dentro do bioma Mata Atlântica. A Mata Atlântica, apesar de quinhentos anos de destruição, “ainda guarda riquezas naturais: tem poder de regeneração. As iniciativas de preservar o que resta e tentar regenerar o mínimo para não faltar água, regular o clima, ainda é uma esperança viva” (TB, 122).

Na segunda parte do Texto-Base encontramos a iluminação bíblica e eclesial para o tema desta CF. A “Sagrada Escritura não se ocupa diretamente com os biomas. Contudo, oferece elementos que iluminam a temática a partir do projeto de Deus nela apresentado” (TB, 227). Cada relato da criação, que o livro do Gênesis nos apresenta nos dois primeiros capítulos, “com sua peculiaridade expõe a mesma realidade: tudo aquilo que existe é criação amada, desejada e realizada por Deus. Assim a Bíblia afirma que nenhum ser existe isoladamente, todos estão relacionados como partes de um plano no qual, de certa forma, uns dependem dos outros e o ser humano possui o papel de ser o guarda desta obra criada” (TB, 228).

O Papa Bento XVI, na encíclica Caritas in Veritate, lembra que “a Igreja tem uma responsabilidade pela criação e deve fazer valer essa responsabilidade também em público. E, ao fazer isso, deve defender a terra, a água, e o ar como dons da criação que pertencem a todos. Deve proteger o homem contra a destruição de si mesmo” (TB, 255). A  encíclica  Laudato  Si,  do Papa Francisco,  é texto  de fundamental importância a respeito desta temática. “Nela, o Papa enfrenta o desafio ecológico de modo amplo, reconhecendo adequadamente  o   ponto de vista científico sobre as mudanças climáticas, as  suas causas e consequências e os remédios necessários” (TB, 259)

A terceira parte do Texto-Base apresenta pistas de ação de forma geral e particularmente para cada bioma. Dentre as ações propostas para o bioma Mata Atlântica, destaco os seguintes: exigir do poder público a recuperação das áreas degradadas como: matas ciliares e nascentes; exigir que as políticas de saneamento básico sejam implantadas em toda área urbanizada e rural do bioma Mata Atlântica; cuidar das nascentes e dos rios; participar e acompanhar a efetivação do plano diretor, sobretudo, em relação ao saneamento básico dos municípios.

No Domingo de Ramos, 9 de abril, teremos em todas as missas, o gesto concreto da CF, ou seja, a Coleta da Solidariedade. Nossa doação em dinheiro nesta coleta é um gesto concreto de fraternidade, partilha e solidariedade, feito em âmbito nacional. A Coleta da Solidariedade é parte integrante da Campanha da Fraternidade.

Exorto todas as comunidades paroquiais a se prepararem bem e realizarem a CF 2017, conscientes de que “cuidar da obra saída das mãos de Deus deveria ser um compromisso de todo cristão. Partindo do Evangelho, o cristão encontra nas criaturas um irmão, uma irmã, a exemplo de São Francisco de Assis” (TB, 289).


Dom Moacir Silva
Arcebispo Metropolitano

Igreja-Hoje - Fevereiro/2017


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2017 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5