Hoje é
Projeto SIM

20/08
2013

Diversos

Projeto Ser Igreja em Missão - SIM

O projeto lançado SIM – Ser Igreja em Missão – foi lançado em 07 de junho de 2007 para as comemorações do centenário da criação da Diocese e o cinquentenário da Arquidiocese, celebradas em junho de 2008. É um projeto de ação missionária permanente na


Projeto de Ação Missionária Permanente Ser Igreja em Missão


O projeto lançado SIM – Ser Igreja em Missão – foi lançado em 07 de junho de 2007 para as comemorações do centenário da criação da Diocese e o cinquentenário da Arquidiocese, celebradas em junho de 2008. É um projeto de ação missionária permanente na Arquidiocese de Ribeirão Preto.

O Projeto Ser Igreja Missionária (SIM) visa desencadear um processo de ação missionária permanente, com dois pólos:

• Ir ao encontro das pessoas onde elas se encontram;

• Acolher bem os que chegam às nossas comunidades.


A MISSÃO VEM DE DEUS. “Deus tanto amou o mundo que entregou o seu Filho...” (Jo 3,16). A fonte da missão é o amor de Deus. Foi o Espírito Santo que desencadeou a missão, em Pentecostes. E, hoje, conduz a ação missionária da Igreja. Ele garante a unidade na diversidade de nossas comunidades e sustenta o dinamismo apostólico dos discípulos e discípulas de Jesus, fazendo com que assumam a vocação missionária da Igreja, em favor da humanidade toda.

O SIM é uma luz que precisa ser colocada em um ponto alto para irradiar o ardor missionário. O SIM nos ajuda a ler a realidade que nos envolve, ouvindo o que o Espírito diz à nossa Igreja de Ribeirão Preto. O SIM apresenta critérios e aponta metas para juntos trabalharmos pelo Reino e por uma nova sociedade, com Jesus e como Jesus agia.

Cremos ser esta a melhor maneira de celebrarmos o duplo jubileu da Igreja de Ribeirão Preto: o centenário da criação da Diocese e sua elevação a Arquidiocese. Isto é, nos sensibilizando e nos mobilizando para que Jesus Cristo e seu Evangelho sejam cada vez mais conhecidos, amados e seguidos. Como Pedro, cada missionário pode dizer: “Mestre, porque tu mandas, lançarei as redes!” (Lc 5,5).

Projeto SIM

Projeto de Ação Missionária Permanente da Arquidiocese de Ribeirão Preto

SER IGREJA EM MISSÃO


MOTIVAÇÃO

O projeto lançado SIM – Ser Igreja em Missão – foi lançado em 07 de junho de 2007 para as comemorações do centenário da criação da Diocese e o cinquentenário da Arquidiocese, celebradas em junho de 2008. É um projeto de ação missionária permanente na Arquidiocese de Ribeirão Preto.


OBJETIVO

Desenvolver uma ação missionária permanente, que nos leve a anunciar o Evangelho e a abrir as portas do coração e de nossas comunidades às pessoas, na situação em que se encontram.


ESPIRITUALIDADE E MÍSTICA DA MISSÃO

• Escutar o que o Espírito nos diz

• Compreender para amar

• Amar para agir

A Palavra que nos faz ir ao encontro das pessoas

“O Espírito Santo está em mim, porque ele me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar a remissão aos presos e aos cegos a recuperação da vista; para restituir a liberdade aos oprimidos e para proclamar um ano de graça do Senhor.” (Lucas 4, 18-19)

“Depois disso, designou o Senhor ainda setenta e dois outros discípulos e mandou-os, dois a dois, diante de si, por todas as cidades e lugares para onde ele tinha de ir. Disse-lhes: “Grande é a messe, mas poucos são os operários. Rogai ao Senhor da messe que mande operários para a sua messe.” (Lucas 10, 1-2)

“Jesus, aproximando-se dos discípulos, falou:- Toda autoridade sobre o céu e sobre a terra me foi entregue. Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulas, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus 28, 18-20)


Com Jesus, ir ao encontro dos últimos

1. Jesus estava rodeado de pessoas que eram vítimas da exclusão e do preconceito. A mentalidade da época as excluía da salvação por serem consideradas incultas e impuras.

2. Mas Jesus não faz distinção de pessoas. Ele as acolhe sem restrições, sem exclusivismos, ao contrário dos fariseus, dos doutores da Lei e dos sacerdotes. Para estes, quem não pertencia ao grupo deles, era impuro e estava longe das bênçãos de Deus.

Com Jesus, dizer quem é Deus

Com Jesus, dizer quem é Deus e proclamar a boa notícia do Reino. Segundo Jesus, Deus é o Pai misericordioso que gera vida, através do Filho e do Espírito Santo. Portanto, a ação missionária consiste em facilitar o conhecimento e a aproximação das pessoas da fonte da vida e da salvação que é o próprio Jesus, o revelador do Pai e doador do Espírito Santo.


Com Jesus, revelar a misericórdia do Pai

1. Jesus convivia com os pecadores. À mesa e em outras ocasiões, revelava-lhes a bondade do Pai que perdoa porque ama. Convidava-os à conversão e afirmava que haveria maior alegria no céu por um pecador que se convertesse do que pela entrada de 99 justos.

2. Ensinava que o pecador precisa ser libertado do jugo que a sociedade lhe impõe de forma injusta e cruel para ser incluído no convívio da comunidade.


Com Jesus, revelar o sentido da vida

1. Jesus declarava que veio para que todos tivessem vida plenamente. Ensinava que é no amor a Deus e ao próximo que a humanidade encontra o sentido da existência.

2. Jesus anunciava o Reino a todos e convidava os seus discípulos a caminhar com ele. A todas as pessoas proclamava as exigências do Reino. Ao que possuía muitos bens disse: “Se queres...” A exemplo de Jesus, na ação missionária, não devemos impor nada a ninguém.


Como Jesus a todos acolher

1. A ação missionária visa o advento do Reino. O Reino derruba os muros da separação que dividem a humanidade e que segregam as pessoas. Abrir as portas do coração e da comunidade a todas pessoas. Fazer todo o possível para facilitar o encontro das pessoas com Deus, através do anúncio e do estudo da Palavra, na certeza de que a conversão virá quando Jesus for reconhecido e acolhido.

2. Evangelizar é ir ao encontro das pessoas onde elas se encontram. É aproximar-se das pessoas para dar a Boa Notícia que liberta e salva. Evangelizar é fazer com que Jesus seja conhecido. É mostrar como Jesus acolhe as pessoas como elas são no seu tempo e lugar, no trabalho e na sociedade em que vivemos.


Movidos pelo Espírito

1. Portanto, o que marca a espiritualidade missionária é a comunhão íntima com o Pai, a docilidade ao Espírito Santo, que gera compromisso com a missão que Cristo nos confiou.

2. Nosso compromisso com a missão nos leva a viver e a testemunhar a proposta de Jesus: o anúncio do Reino do Pai.

3. Ao ajudar as pessoas a viver em comunhão com Deus, confiar na graça, deixando o Espírito de Deus agir em nós e nas pessoas. Ele age com amor, porque Ele é Amor! Não é a conversão que permite Deus manifestar o seu Amor. Ao contrário, é sentindo amadas por Deus que as pessoas se convertem.


METAS: o que queremos Fazer

1. Proclamar a Palavra nas visitas missionárias, em todos os encontros pastorais, nas reuniões, nos grupos de estudo e de oração. Como os discípulos de Emaús, ouvir a Palavra e anunciar o querigma da salvação, para que a chama da missão se acenda nos corações.

2. Convocar à ação missionária permanente os movimentos e pastorais, despertando em seus integrantes o ardor missionário.

3. Descobrir e formar novas lideranças, entre os leigos e leigas, para que atendam ao convite de Jesus à missão, para que a nossa Igreja particular de Ribeirão Preto seja cada vez mais servidora e missionária.

4. Atualizar a missão que Jesus confiou aos seus discípulos, através de uma evangelização inculturada, com novos métodos, expressões e ardor missionário.

5. Evangelizar as famílias, indo ao encontro de suas necessidades e acolher os casais de segunda união.

6. Despertar os jovens para a missão, incentivando-os a evangelizar os ambientes onde se encontram com simplicidade e alegria.


ATIVIDADES: como atingir as metas

1. Criar uma equipe capacitadora e motivadora, a partir dos serviços pastorais e movimentos eclesiais.

2. Capacitar os agentes, através de encontros em nível arquidiocesano, de forania e paroquial, enfocando a vocação missionária na sua dimensão bíblico-teológica.

3. Valorizar as pessoas que se apresentam para a missão, reconhecendo seus talentos e qualidades.

4. Motivar os agentes da missão a ir ao encontro do outro, dando testemunho da fé na partilha da própria vida.

5. Traçar o perfil do missionário, destacando elementos importantes da sua atuação: simplicidade, disponibilidade, abertura de coração, humildade, alegria, espírito de fé...

6. Mostrar, nos encontros de capacitação, que muito mais do que falar da missão, é preciso ir à missão.


ESTRATÉGIA MISSIONÁRIA

1. Motivar os Padres, os Diáconos, os Religiosos e Religiosas e os Agentes de Pastoral, para uma ação missionária permanente.

2. Dividir a Paróquia em setores, quarteirões ou pequenas comunidades.

3. Realizar visitas, sem pressa, a todas as casas dos setores.

4. Desenvolver o hábito da escuta: visitas marcadas pela escuta e pelo respeito às diferenças.

5. Acolher as críticas e esclarecer os possíveis mal-entendidos.

6. Organizar Celebrações da Palavra nos setores e diversos ambientes com anúncio querigmático.

7. Promover as Santas Missões Populares.

8. Evangelizar os ambientes.

9. Promover eventos celebrativos de anúncio querigmático para crianças, jovens e adultos.

10. Promover encontros, fóruns e simpósios sobre a missão nas foranias.

11. Fazer mutirão de visitas, uma vez por mês, envolvendo as pastorais e movimentos.

12. Promover a visitação: a partir das pastorais, serviços e movimentos; ir aos vários ambientes da sociedade: escolas e instituições, entidades assistenciais (creches e asilos...); ir aos ambientes comerciais e industriais; visitar as famílias dos catequizandos, dos neo-batizados, dos recém-casados...


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2017 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5