Equipe de Campanhas disponibiliza formulário para inscrição de projetos

A Arquidiocese de Ribeirão Preto, por intermédio da Equipe Arquidiocesana de Campanhas, vem tornar pública a abertura do processo de solicitação de recursos do Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS), mediante encaminhamento de formulário (projeto) a ser entregue na Cúria Metropolitana de Ribeirão Preto no período de 15 de maio a 31 de julho de 2018.

O recurso do Fundo Diocesano de Solidariedade é proveniente da Coleta da Solidariedade (CF-2018), que é realizada anualmente no Domingo de Ramos, como gesto concreto das atividades da Campanha da Fraternidade que neste ano de 2018 abordou o tema: “Fraternidade e superação da violência”, e o lema: “Em Cristo somos todos irmãos” (Mt 23,8). Os projetos devem ser de natureza social no contexto das pastorais, paróquias, movimentos sociais e demais instituições.


Coleta - A Coleta Nacional da Solidariedade acontece todos os anos como gesto concreto Campanha da Fraternidade, e tem a seguinte destinação partilhada para a composição dos fundos: 60% do total arrecadado, na diocese, constituem o Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS), gerido pela própria diocese, em vista dos seus projetos sociais; 40% do total arrecadado, em cada diocese, constituem o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), gerido pelo Departamento Social da CNBB, sob a Orientação do Conselho Gestor do FNS. Saiba mais: http://fns.cnbb.org.br/fundo/informativo/index

CNBB disponibiliza recurso do FNS a diocese de Roraima

Neste ano de 2018, diante da gravíssima crise que assola a Venezuela e do crescente número de refugiados que aportam na Diocese de Roraima, a Presidência da Conferência Nacional dos Bispos Brasil – CNBB, enviou carta aos Bispos do Brasil, na qual comunica a decisão de destinar 40% do total arrecadado (Dioceses e Arquidioceses) da Coleta da Campanha da Fraternidade à Diocese de Roraima para atendimento aos irmãos venezuelanos que chegam às cidades de Roraima. Os Bispos reunidos na 56ª Assembleia Geral em Aparecida confirmaram a decisão da Presidência. A parte restante dos recursos do Fundo Nacional de Solidariedade serão destinados para os projetos a serem analisados pelo Conselho Gestor.


Acesse o formulário