Jovem relata experiência para participar da JMJ Panamá 2019

No dia 27 de Agosto de 2017 iniciamos nossa caminhada. Começamos com um grupo de 20 jovens da paróquia São Judas Tadeu, após uma seleção a nível paroquial, foram escolhidos e agrupados para a realização de um objetivo: Ir ao Panamá na JMJ 2019. A partir daí, começamos a sonhar efetivamente com a ida ao Panamá e o encontro com o Santo Padre, e ouvíamos inúmeras vezes de nossos coordenadores: “Para nós, a jornada já começou”. Ao todo a delegação arquidiocesana conta com 31 jovens

Orientados por uma comissão de cinco membros (sendo eles três jovens e dois adultos), auxiliados por nosso pároco Padre Querino Araújo Sobrinho, e o diácono Paulo César Nascimento (Paulinho), e apoiados por toda a comunidade, estabelecemos um planejamento de eventos, que visava angariar os fundos necessários para a realização de tal sonho.

Foram realizados ao todo 48 eventos, dentre eles: Quermesses, Noites do Pastel e Coxinha, Festa Junina, Pedágios, Vendas de Pizzas, Venda de Latinhas, Rifas, entre outros. que constituíram 70% do valor necessário para a viagem, enquanto os outros 30% seriam provenientes da contribuição mensal de cada família envolvida com um valor fixo pré-estabelecido.

Evidentemente, houve alguns imprevistos ao longo da caminhada, como a instabilidade do dólar durante o período, que aumentou o valor necessário, a alteração de alguns jovens no grupo inicial, e algumas outras tribulações que buscamos sempre superar unidos, nunca nos esquecendo de que foi pela ação de Deus que fomos vinculados, e seria por meio dela que venceríamos as barreiras em nosso caminho.

Hoje, as vésperas da JMJ, encontramo-nos com nossos corações cheios de expectativa, ansiosos pelo tão aguardado encontro que nos espera, pelo encontro pessoal com o Cristo que nos aguarda no Panamá. Em uma de nossas reflexões recentes, recordávamos a passagem das Bodas de Caná, na qual Jesus diz: Enchei as talhas de água. É nítido em todos os jovens do grupo o anseio por esse transformar de Cristo, isto é, por como Jesus transformará em vinho novo, em vinho bom, as talhas que nós enchemos de água ao longo dessa Jornada, que iniciamos em 2017, e estaremos concluindo daqui alguns dias.

É impossível não mencionar um sonho comum do grupo: O encontro com o Papa Francisco. Foram as palavras dele, na JMJ 2016, que nos impulsionaram ao trabalho nesse período: “O mundo mudará se arriscarem e não se ficarem no sofá; o mundo precisa de jovens que tenham a vocação de sentir que a vida lhes oferece uma missão”.

Aceitamos essa missão, saímos do sofá, na certeza de que Deus nunca inspira sonhos irrealizáveis. Ele inspirou, Ele fez acontecer. Agora, estamos partindo ao encontro do Santo Padre, levando como um lema de vida as palavras da Virgem Maria que regem essa Jornada: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra”.

Colaboração: Vinícius Corracini

 


Jovens da Arquidiocese na Costa Rica, local da pré-jornada