Simpósio da Pastoral da Saúde reflete o tema da CF-2019

A Comissão Arquidiocesana da Pastoral da Saúde realizou em 9 de fevereiro, das 13h30 às 17h30, no Salão Paroquial do Santuário Nossa Senhora Aparecida, na Vila Seixas, em Ribeirão Preto, o 7º Simpósio Arquidiocesano da Pastoral da Saúde, com o tema: “Saúde e Políticas Públicas”. O evento reuniu ao menos 300 participantes entre paroquianos do Santuário Nossa Senhora Aparecida, Agentes e integrantes das Equipes Paroquiais da Pastoral da Saúde, Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística (MESCE), padres, diáconos e agentes das diversas pastorais, movimentos e serviços.

O assessor eclesiástico da Pastoral da Saúde na Arquidiocese de Ribeirão Preto, padre Josirlei Aparecido da Silva, explicou a importância do simpósio. “Hoje a Pastoral da Saúde a nível arquidiocesano se encontra reunida aqui no Santuário Nossa Senhora Aparecida no intuito de fazermos sempre a formação no início do ano para que as equipes paroquiais possam caminhar bem no decorrer do ano e vamos refletir esta importante temática abordada pela Campanha da Fraternidade 2019”, explicou padre Josirlei.

O arcebispo Dom Moacir Silva, no início do simpósio, acolheu e saudou os participantes. “Sejam todos bem-vindos para este nosso encontro já dando um passo na temática da Campanha da Fraternidade que propõe neste ano o tema: ‘Fraternidade e Políticas Públicas’ olhando mais de perto a saúde e as políticas públicas. Aproveitem ao máximo aquilo que nesta tarde será apresentado para todos vocês e que vai produzir frutos nas comunidades, paróquias, a partir daquilo que ouviremos aqui nesta tarde e levaremos como mensagem para nossa vida e nossa missão”, disse o arcebispo.

A sétima edição do simpósio contou com as seguintes apresentações e assessores: “Saúde e Políticas Públicas” assessorado pela assistente social Frederica Montanari Lourençato; “Suicídio entre jovens e Políticas Públicas” orientado pelo padre Luiz Roberto Marquezi Ferro; e “Espiritualidade nas Políticas Públicas”, exposto pelo padre Alexandre Canela Sanches.

O Coordenador Regional da Pastoral da Saúde, José Carlos Gimenez, esteve presente no simpósio e valorizou a iniciativa e a importância dos agentes serem missionários em sua ação evangelizadora. “A Pastoral da Saúde está presente em todo o nosso Estado de São Paulo, em 645 municípios, nas 42 dioceses, e o trabalho da Pastoral da Saúde é união, congregação, estar sempre juntos na caminhada e isso é que faz com que a Pastoral da Saúde seja esta pastoral diferente, onde nós saímos da nossa casa, da nossa paróquia e vamos ao encontro daqueles que precisam, no caso o enfermo, e nós não sabermos o que encontraremos lá, porém, a única certeza que temos é o nosso ‘sim’”, frisou Gimenez.

O encontro terminou com a missa no Santuário dentro das celebrações do 27º Dia Mundial do Enfermo, evento celebrado anualmente em 11 de fevereiro, na festa de Nossa Senhora de Lourdes, protetora dos enfermos.


Acesse os materiais do Simpósio:

Saúde e Políticas Públicas - Frederica Montanari Lourençato

Suicídio entre jovens e Políticas Públicas - Padre Luiz Ferro

Cartilha de Prevenção ao Suícidio - Associação Brasileira de Psiquiatria

Cartilha de Prevenção ao Suícidio - Organização Mundial da Saúde

Comportamento Suicida - Epidemiologia - Neury José Botega

O desejo de partir: um estudo a respeito da tentativa de suicídio

Prevenção ao Suicídio: Manual dirigido a profissionais das equipes de saúde mental

Suicídio em jovens e adolescentes: uma revisão acerca do comportamento suicida, sua principal causa e considerações sobre as formas de prevenção