Jovens rezam pela paz mundial em Ribeirão Preto

Com a inspiração “Queremos rezar pela juventude e pela paz!” dezenas de jovens se reuniram no Santuário Arquidiocesano Nossa Senhora Aparecida, na Vila Seixas, em Ribeirão Preto, no dia 24 de março, às 18 horas, para participarem da missa e de um momento de oração em solidariedade aos jovens e as famílias dos atentados em Suzano (SP) e Nova Zelândia. A missa foi presida pelo pároco padre Pedro Luís Schiavinato, e antes dos ritos finais, os jovens foram convidados a virem defronte ao presbitério e ali deixaram flores aos pés da Mãe Aparecida, suplicando a proteção e fazendo memória das vítimas dos atentados.  

A jovem Natália Neves contou emocionada a respeito do sentido de estar reunida com outros jovens para rezar e sentir o amor de Deus. “Reunir tantos jovens com o propósito de compartilhar o amor, a paz e a solidariedade através da oração a essas famílias que sofreram e sofrem com essas tragédias, nos mostra que cada momento, cada minuto de nossas vidas vale muito além do que imaginamos, que temos que ser instrumentos de amor agora e hoje e não deixar para amanhã. Ver a juventude unida nessa noite de oração me fez renovar e ter a certeza de que o Amor de Deus transborda e só precisamos dele para viver”, Natália.

Para a jovem Isabella Lamartine Sisconeto o momento de oração representou um alerta para pensarmos o que está acontecendo no mundo e nos unirmos para juntos pedir e construirmos uma sociedade pela paz. “Preparamos um momento em que pudéssemos orar e refletir sobre tudo o que está acontecendo em nosso meio e no mundo em geral. Destacamos os dois últimos massacres que ocorreram em Suzano e na Nova Zelândia, os jovens, seus sonhos e suas famílias. Nós nos colocamos no lugar do outro e no fim trocamos rosas para demonstrar o amor que está em nosso coração. Foi um momento de entregar nossa vida à Deus e nos consagrar à Virgem Maria”, expressou Isabella.

O desejo de estar próximo aos familiares e valorizar a defesa da vida motivou o jovem Fernando Toffoli a rezar continuamente pela paz. “A vida é feita de uma sucessão de momentos: bons, ruins, e principalmente inesperados. A tragédia ocorrida em Suzano nos fez pensar sobre nossas atitudes cotidianas e nos unirmos, em oração, às vítimas e seus familiares. No momento de oração, sentimos o Espírito Santo transcender nossos corações, e ao mesmo tempo sermos acolhidos por Deus em seus braços de Pai. Após o término de nossas orações, a vontade de viver e estar junto de nossos entes queridos cresceu, fortalecendo ainda mais a ideia de que precisamos estar mais presentes em nossas relações, e nos lembrarmos que o futuro está apenas nas mãos de Deus”, revelou Fernando.

Ao término da celebração e da homenagem às vítimas e famílias, os jovens saíram em procissão até o salão paroquial, tendo à frente o padre Pedro conduzindo a imagem de Nossa Senhora Aparecida, e ali permaneceram em momentos de oração e reflexão sobre a paz.
 

Colaboração: Santuário Nossa Senhora Aparecida - Ribeirão Preto/SP