Formação para presbíteros aborda o tema da santidade de vida

Nos dias 26 e 27 de fevereiro, na Casa Dom Luis, em Brodowski, aconteceu a quarta edição do “Encontro de Formação Permanente” para os presbíteros da Arquidiocese de Ribeirão Preto, conduzido por Dom José Roberto Fortes Palau, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, Vigário Episcopal para a Região Ipiranga, com o tema: “A Santidade de Vida dos Presbíteros.

Dom Palau iniciou suas colocações refletindo sobre a importância e necessidade do silêncio para a vivência profunda da intimidade com Deus: “Silêncio é condição sine qua non para uma boa experiência espiritual”. Fundamentou biblicamente a abordagem na figura do profeta Elias, quando, fugindo de Jezabel, que desejava matá-lo, escondendo-se na fenda do monte Horeb procurando por Deus, e não O encontra nem no vento forte, nem no barulho do terremoto, tampouco no calor do fogo, mas sente Sua presença na brisa leve que toca seu rosto.

O texto que baseou todas as demais reflexões foi o da Exortação Apostólica  Gaudete et Exsultate – Sobre o chamada a santidade no mundo atual, do papa Francisco, que trata do tema da santidade de vida cristã, convite que Jesus faz a todos os seus discípulos de ontem e de hoje, afim de que todos se tornem santos, como o Pai do céu é santo.

Santidade - “Santidade é meta. Se o homem não chegar à santidade, não alcança sua realização” – salientou Dom Palau recordando a todos os presentes que, o estado de santidade é o objetivo para o qual todos nós caminhamos, o importante no entanto é nunca desistir do percurso para se chegar ao fim do caminho. A Oração é um instrumento indispensável para crescer na presença de Deus e no exercício da sua vontade, pois pela oração, o orante torna-se capaz de se manter fiel àquele que é o anseio divino, e não o seu próprio.

As meditações foram concluídas com a recordação da centralidade da Eucaristia para a vida do presbítero e ainda com um chamado a que se valorize o acompanhamento espiritual, sobretudo com os jovens, dado que as reflexões do recente Sínodo para a juventude trouxe à tona essa urgência para a Igreja.


Pastoral Presbiteral
Arquidiocese de Ribeirão Preto