Igreja Santo Antônio é elevada à categoria de Basílica Menor

Em coletiva de imprensa na tarde de 15 de abril, na Igreja Santo Antônio de Pádua, nos Campos Elíseos, em Ribeirão Preto, com a participação do arcebispo metropolitano de Ribeirão Preto, Dom Moacir Silva, e dos monges olivetanos: Dom Bernardo Maria Bergamin, OSBOliv e Dom Inácio Oliveira, OSBOliv, foi comunicada a aprovação pela Congregação do Culto Divino e Sacramentos, datada de 4 de março de 2019, da elevação da Igreja Santo Antônio de Pádua à categoria de Basílica Menor.

A elevação a categoria de basílica menor insere-se no contexto celebrativo do 1° Centenário da chegada dos monges olivetanos a Ribeirão Preto, coroando todos esses anos de dedicação dos monges à emancipação integral da pessoa humana e de seu enobrecimento espiritual, expresso num gesto público de privilégio, bênção e reconhecimento não somente aos monges olivetanos, mas, sobretudo, estendendo-o também a toda Arquidiocese de Ribeirão Preto, pois, dado evidente, a história dos beneditinos olivetanos nesta arquidiocese confunde-se com a história da mesma.

O monge olivetano Dom Bernardo Maria Bergamin, OSBOliv, expressou ao arcebispo e a comunidade o agradecimento pela reconhecimento e elevação da paróquia à categoria de basílica. “Este título chega a nossa comunidade num período muito significativo. É o ano em que nós, os Monges Beneditinos Olivetanos, completamos cem anos de fundação na Terra de Santa Cruz, e cem anos de presença nesta Arquidiocese. Lá no passado, em 1919, Dom Alberto José Gonçalves acolheu esta comunidade e hoje, cem anos depois, pelos mistérios de Deus, o senhor (Dom Moacir) presenteia esta Arquidiocese e esta comunidade com este grande dom vindo do Papa Francisco, este título de Basílica Menor”, expressou Dom Bernardo.

Instalação - A instalação canônica da Basílica Menor de Santo Antônio de Pádua ocorrerá no dia 13 de junho, festa de Santo Antônio de Pádua, às 19h30, em missa presidida pelo arcebispo Dom Moacir Silva.