Seminaristas são ordenados diáconos transitórios em RP

Com o lema diaconal: “Eu, porém, estou no meio de vós como aquele que serve” (Lc 22, 27) foram ordenados diáconos transitórios, primeiro grau do sacramento da ordem, os seminaristas: Luis Felipe Rodrigues da Silva e Rafael Carlos dos Santos Ribeiro, no dia 31 de maio de 2019, festa da Visitação de Nossa Senhora, às 20 horas, na Paróquia Santa Teresinha Doutora, na Ribeirânia, em Ribeirão Preto. A ordenação ocorreu em celebração eucarística na qual, pela imposição das mãos e prece de ordenação, o arcebispo Dom Moacir Silva, conferiu aos seminaristas o primeiro grau do Sacramento da Ordem (Diaconado) para o serviço do Povo de Deus. A paróquia ficou lotada com a presença de padres, diáconos permanentes, seminaristas, candidatos da Escola Diaconal São Lourenço, e fiéis provenientes das paróquias da arquidiocese.

Seminaristas

Os seminaristas, antes do início da missa, expressaram a expectativa de serem ordenados diáconos. O seminarista Luis Felipe destacou o compromisso com o serviço ao povo de Deus: “Com o coração bastante alegre na expectativa da ordenação e que possamos sempre mais viver este ministério a serviço do Povo de Deus semeando a esperança e a misericórdia por meio deste ministério”. O seminarista Rafael expressou a gratidão de chegar após oito anos de formação a ordenação diaconal: “Após viver durante oito anos o processo vocacional no Seminário e a cada passo sentir mais significativamente o compromisso, e hoje é com alegria que recebemos este ministério tão importante na vida da igreja para viver a doação, o serviço ao povo de Deus”. Na recordação da vida, o padre Samuel Matias, resgatou a caminhada vocacional e pastoral dos seminaristas e expressou o sentido do ministério diaconal. “Desejando seguir o próprio exemplo do Senhor Jesus, que se despiu do manto, se cingiu com a toalha e que mesmo sendo mestre e senhor, inclinou-se aos pés dos seus discípulos dando-nos o exemplo, e ordenou que nos amássemos uns aos outros, é que hoje os ordinandos nessa celebração darão o seu sim acolhendo esse ministério do amor e doação, a exemplo de Nosso Senhor”, expressou padre Samuel.

Homilia

Ao iniciar a homilia, o arcebispo Dom Moacir Silva, saudou e destacou a importância da ordenação diaconal. “Queridos irmãos e queridas irmãs, estamos para ordenar Diáconos estes nossos irmãos, que vocês contam entre vossos amigos ou parentes. Caros ordinandos Luís Felipe e Rafael, daqui a pouco vocês serão fortalecidos com o dom do Espírito Santo, para ajudar a o Bispo e seu Presbitério no serviço da Palavra, do altar e da caridade, mostrando-se servos de todos"

O arcebispo, ao meditar o Evangelho, destacou o sentido do encontro entre Maria e Isabel. “No Evangelho encontramos Maria, visitando Isabel. Temos aqui uma cena bastante simples e humana. Maria e Isabel se encontram na solicitude fraterna de parentas que se ajudam e se querem bem. O Encontro pode ser visto pelo ângulo de seu grande significado simbólico: Isabel gera o último profeta ao estilo do Antigo Testamento; Maria é como uma Arca da Nova Aliança que guarda consigo e vai oferecer ao mundo um Novo Testamento. As duas se acolhem com alegria, não há oposição entre as expectativas do Antigo Testamento e a realização do Novo. São duas espiritualidades diferentes, mas se reconhecem como complementares e se alegram mutuamente por aquilo que Deus realizou em cada uma delas. Deveríamos aprender desse encontro, onde cada uma vê, sem nenhum ciúme, a obra grandiosa que Deus realiza na outra”, explicou Dom Moacir.

Na inspiração da visita de Maria a Isabel, Dom Moacir salientou a importância de estarmos disponíveis ao serviço. “Deus quer contar com todos e cada um de nós para realizar a sua obra. Alguém poderá objetar: sou muito pequeno para trabalhar nas obras de Deus. Esta objeção não se sustenta, pois Deus escolhe os pequenos para realizar as suas obras. Para trabalhar nas obras de Deus, uma atitude é fundamental: a atitude de Cristo ao entrar no mundo: Eis que venho, ó Deus, para fazer a tua vontade. Esta atitude de Cristo foi vivida plenamente por Maria: ela acreditou na vontade de Deus e deixou esta vontade cumprir-se nela. Assim ela se tornou portadora de Cristo para todos e cada um de nós. A primeira pessoa para quem Maria levou Cristo foi Isabel”, recordou o arcebispo.

Ao se dirigir aos ordinandos, o arcebispo acentuou o valor do serviço no exercício do ministério diaconal.  “Caros ordinandos, daqui a pouco vocês serão fortalecidos com o dom do Espírito Santo, para ajudar o Bispo e seu Presbitério no serviço da Palavra, do altar e da caridade, mostrando-se servos de todos. Como ministros do Altar, irão proclamar o Evangelho, preparar o sacrifício e repartir entre os fiéis o Corpo e o Sangue do Senhor. Vocês serão consagrados pela imposição das mãos, que procede dos Apóstolos, e vinculados mais intimamente ao serviço do altar e exercerão o serviço da caridade em nome do Bispo ou do Pároco. Amparados por Deus, vocês deverão agir, de tal modo em seu ministério, que possam ser reconhecidos como verdadeiros discípulos e missionários daquele que não veio para ser servido, mas para servir, Jesus Cristo, nosso Senhor. Que o Cristo Jesus, o Servidor do Pai e dos irmãos, seja sempre o modelo a ser seguido por vocês. Que Maria, a humilde serva do Senhor, acompanhe todos os passos do ministério diaconal de vocês, para a glória de Deus e santificação das pessoas. Amém”, concluiu Dom Moacir.

Agradecimento

Ao fazer os agradecimentos, os neodiáconos manifestaram a gratidão a Deus; ao arcebispo, que nesta data recorda os 33 anos de ordenação diaconal; aos familiares; aos formadores e reitores dos Seminários; aos seminaristas colegas de caminhada; às paróquias de origem e também as do estágio pastoral; aos movimentos e pastorais, de modo especial ao Movimento Serra; a paróquia Santa Teresinha Doutora, e ao Clero da Arquidiocese de Ribeirão Preto. “Gratidão enfim, a todos e a cada um de vocês que se fizeram presentes nesta celebração, que Deus os conceda as graças e bênçãos necessárias às suas necessidades, com certeza essa noite se tornou ainda mais inesquecível ao vermos vocês aqui... por favor rezem por nós, precisamos muito, para sermos servidores humanos da misericórdia de Deus entre os homens! ‘O Senhor derrame sobre vós as suas bênçãos e no céu vos coloque entre os Santos! O Senhor esteja sempre convosco e vós estejais sempre com ele! Amém! Deus os abençoe’ (Benção de Santa Clara) Muito obrigado!”

Estágio Diaconal

Os neodiáconos continuam o estágio pastoral nas comunidades onde iniciaram no Ano Pastoral: o diácono Luis Felipe, no Santuário Nossa Senhora de Fátima, em Cajuru; e o diácono Rafael Ribeiro, na paróquia São Francisco de Assis, em Ribeirão Preto.