Arquidiocese ganha 26 novos diáconos permanentes

Arquidiocese ganha 26 novos diáconos permanentes

Na festa de São Lourenço, Diácono, 10 de agosto, às 15h, no Ginásio de Esportes “Pedro Ferreira dos Reis” (Docão), em Sertãozinho, o arcebispo Dom Moacir Silva, presidiu a Eucaristia com o rito de ordenação diaconal, no qual pela oração consecratória e imposição das mãos, ordenou 26 diáconos permanentes para o serviço na Arquidiocese de Ribeirão Preto. O rito da ordenação inclui os seguintes momentos: Eleição dos Candidatos, Propósito dos Eleitos, Promessa de Obediência, Prece Litânica, Imposição das Mãos e Prede de Ordenação, Paramentação, Entrega do Livro dos Evangelhos e Ósculo da Paz. Ao menos 2 mil fiéis provenientes das diversas paróquias da arquidiocese participaram da cerimônia, além de padres, diáconos permanentes, seminaristas e candidatos da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço.

Com o lema diaconal: “Quanto a nós, apresentamo-nos como vossos servos por amor de Jesus “ (2Cor 4,5b), foram ordenados: Ademir Petterli Thomaz, Adilson Heráclito Carbi, Anselmo Belan, Antonio Carlos dos Santos, Aparecido Pedro Teodoro, Aureo João Nunes Ribeiro, Claudinei de Lacerda Rubio, Cleber Lucas Germano, Eduardo Cavalin Alves, Fredson Rogério de Souza, Hilton Marcos Alves Ricz, Joaquim Batista Claret Pereira, José Marcos da Silva, José Orlando Dorazzio, Joseli Alves de Oliveira, Luis Américo P. Vitorello, Luis Rodrigo da Silva, Luiz Carlos Franco, Luiz Carlos Vigatto, Marcelo Lemes Ferreira, Marcelo Nogueira de Souza, Márcio Fabiano Alves, Marcos Antonio Vieira, Paulo Fernando de Brito, Valdenir da Silva Pastorelli, Willian Peterson de Andrade.

O arcebispo Dom Moacir Silva manifestou a alegria e o compromisso que os ordinandos assumem para testemunhar e viver o Evangelho na arquidiocese. “Hoje é um dia muito especial para nossa arquidiocese, festa de São Lourenço Diácono, quando vamos ordenar 26 novos diáconos para nossa arquidiocese. Vinte e seis servidores do Evangelho, servidores dos irmãos e irmãs, servidores da Palavra de Deus, servidores da caridade, servidores do Reino de Deus. Que São Lourenço abençoe a cada um deles e os impulsione no seguimento mais radical de Jesus Cristo”, expressou o arcebispo.

De acordo com o diretor da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço, padre André Luiz Massaro, a ordenação dos novos diáconos é uma riqueza para a caminhada da Igreja Particular de Ribeirão Preto. “Nós da arquidiocese de Ribeirão Preto, particularmente Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço, nos sentimos muito felizes na festa de São Lourenço, porque entregamos para a Igreja a terceira turma de diáconos desde que a Escola Diaconal foi fundada há 13 anos. Tivemos uma primeira turma com 22 diáconos, depois, uma segunda turma, com 12 diáconos, e agora 26 novos diáconos. É uma alegria, um júbilo, porque o diaconado permanente foi uma restauração do Concílio Vaticano II e é uma vocação específica no seio da Igreja. Uma Igreja Particular que não tem o diaconado permanente como diz a Constituição Lumen Gentium não é uma Igreja completa. O diaconado permanente é parte integrante de uma diocese e esses diáconos estão chegando pelo ministério ordenado como servidores. Eles vêm para ajudar nas paróquias, nas pastorais, para servir o povo de Deus, e é uma resposta também às nossas orações, pois Jesus insistiu que deveríamos rezar, porque a messe é grande e os operários são poucos. Que esses 26 novos diáconos possam contribuir em muito para o Reino de Deus presente na nossa arquidiocese de Ribeirão Preto”, frisou padre André.

Nos agradecimentos, os neodiáconos manifestaram o compromisso de viver a tríplice função diaconal: da Palavra, da Liturgia e da Caridade, e estarem a serviço dos irmãos e irmãs arquidiocesanos. “Querida Igreja de Ribeirão Preto, estamos chegando não para ocupar cargo, competir, usurpar, rivalizar e nem nos exibir. Viemos para servir, pois, o maior é aquele que serve. Nesses 06 anos de formação aprendemos com nitidez e insistência que nossa Missão é servir e dar a vida e não buscar vaidades. Escutamos que seríamos ordenados para tríplice missão da caridade, Palavra e Liturgia. Por favor, nos acompanhem, nos observem... cobrem de nós...e nos ajudem a não ocupar cargo ou alcançar status, mas nos abaixarmos e lavarmos os pés”, expressou um trecho da mensagem.

Comissão Nacional dos Diáconos parabeniza os neodiáconos

Em carta ao arcebispo Dom Moacir Silva, datada de 9 de agosto, o presidente da Comissão Nacional dos Diáconos (CND), Diác. Francisco Salvador Pontes Filho, parabenizou os novos diáconos por ocasião das ordenações diaconais: “Rogamos ao Senhor da messe e pastor do rebanho que os diáconos permanentes da Arquidiocese de Ribeirão Preto, sejam verdadeiramente um sinal da presença do Cristo Servo e humilde no meio do Povo de Deus e especialmente junto aos mais pobres e excluídos, e que animados pelo apelo constante do Papa Francisco, dos nossos bispos e presbíteros, sejam discípulos missionários numa Igreja em saída, presente e próxima em cada periferia existencial e geográfica nos rincões desta diocese. Parabenizamos aos novos diáconos, ao clero e as suas famílias pelo sim generoso para o serviço do Evangelho. Que São Lourenço, diácono e mártir interceda por nós em nossa vida e missão. Em união e prece”.