Batatais sediou o Dia Nacional da Juventude 2019

Dia Nacional da Juventude em Batatais

O Dia Nacional da Juventude, historicamente, desde 1985, propõe temas relevantes e atuais para a reflexão dos jovens. Neste ano o tema escolhido foi: “Juventude e Políticas Públicas: uma história nos chama à civilização amor” e lema “Em vim para que todos tenham vida” (Jo 10,10), em comunhão com a Campanha da Fraternidade: “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela Justiça” (Is 1,27). Em comunhão com toda a Igreja e em sintonia com o Mês Missionário Extraordiário (MME) a ser celebrado em outubro, os jovens refletiram também o tema: “Batizados e Enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”.

Na Arquidiocese de Ribeirão Preto, o Setor Juventude realizou o Dia Nacional da Juventude em 29 de setembro, domingo, com início às 10 horas, na Capela Nossa Senhora Aparecida, Vila Cruzeiro, área da paróquia São Sebastião, e no Centro Universitário Claretiano, em Batatais. O DNJ reuniu ao menos 1,2 mil jovens e propiciou muita animação, diversão, palestra, missão de evangelização nas casas, momento Mariano, Adoração Eucarística, e o encerramento com a Missa. O evento contou com a presença do arcebispo Dom Moacir Silva e do Dj Roony Moura.

O coordenador do Setor Juventude, Arthur Augusto Andrade dos Santos, falou a respeito da importância da presença dos jovens na celebração do Dia Nacional da Juventude. “Estamos celebrando o Dia Nacional da Juventude, um dia muito importante para a juventude, que é o momento em que nós celebramos tudo o que foi construído e trabalhado durante o ano nos grupos de jovens, nos movimentos e pastorais, nas foranias, então é o momento do encontro, de vivenciarmos tudo aquilo que foi trabalhado neste ano, e como o DNJ ocorreu antes do mês de outubro, ainda temos uma caminhada formativa, e este momento é muito importante para os jovens, pois proporciona a interação com outros jovens e assim a possibilidade de conhecer outras realidades, outros carismas”, explicou Arthur.

O padre Anderson Xavier Lopes, que fez a sua despedida como assessor eclesiástico do Setor Juventude no Dia Nacional da Juventude, após uma caminhada de 10 anos acompanhando a pastoral juvenil arquidiocesana, fez um balanço dos trabalhos realizados. “O Dia Nacional da Juventude é importante para nossa arquidiocese porque celebra a união de todos os trabalhos com as juventudes existentes na arquidiocese. É um momento de nós celebrarmos esta festa da unidade, de fazer com que os jovens estejam juntos e trabalhem juntos para formar a Igreja Particular de Ribeirão Preto. Nestes dez anos o mais importante foi fazer com que o Setor Juventude acontecesse, e que todos os trabalhos se envolvessem para a evangelização da juventude. Então estes dez foram importantes para a consolidação do Setor Juventude na nossa arquidiocese”, comentou padre Anderson.

Missa

O arcebispo Dom Moacir Silva acompanhou o tempo todo o encontro na proximidade aos jovens e no convívio de pastor que quer o bem-estar e caminha junto ao seu rebanho. O arcebispo presidiu a missa no encerramento das atividades do DNJ e na homilia partilhou, em comunhão com o Papa Francisco, três verdades essenciais para a vida cristã. “Queridos jovens, com o Papa Francisco, quero agora anunciar-lhes o mais importante, as coisas primeiras, aquilo que nunca se deveria silenciar. É um anúncio que inclui três grandes verdades que todos nós precisamos escutar sempre de novo. Queridos jovens, Deus te ama; Cristo, por amor, entregou-Se até ao fim para te salvar; Ele vive! Eis as três verdades que não podemos esquecer”, expressou Dom Moacir.

Dom Moacir convidou os jovens a serem evangelizadores. “Este Cristo que nos salvou e vive entre nós, nos quer missionários. Enamorados por Cristo, os jovens são chamados a dar testemunho do Evangelho em toda parte, com a sua própria vida. Santo Alberto Hurtado dizia que ‘ser apóstolo não significa usar um distintivo na lapela do casaco; não significa falar da verdade, mas vivê-la, encarnar-se nela, transformar-se em Cristo. Ser apóstolo não é levar uma tocha na mão, possuir a luz, mas ser a luz. (...) O Evangelho (...), mais do que uma lição, é um exemplo. A mensagem transformada em vida vivida’. (...) Que Jesus, o vivente eterno, seja a luz, a inspiração, a motivação e o modelo para sua vida, hoje e sempre. Amém”, concluiu o arcebispo.

Ícones do DNJ

Antes dos ritos finais houve a apresentação dos ícones arquidiocesanos do Dia Nacional da Juventude: a cruz missionária e a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. Os ícones acompanharão as próximas edições arquidiocesanas do DNJ e percorrerão as paróquias da forania sede do evento. Foi anunciado que o próximo DNJ será no dia 22 de novembro de 2020, Solenidade de Cristo Rei do Universo, na paróquia Santo Antônio Maria Claret e Santo Antônio de Sant ´Anna Galvão, forania Santo Antônio Maria Claret. O arcebispo ainda convidou os jovens para o encontro #Formação Jovem, com o tema do Mês Missionário Extraordinário, no dia 19 de outubro, às 14 horas, no Salão Dom Alberto, em Ribeirão Preto.

Dia Nacional da Juventude - O Dia Nacional da Juventude surgiu em 1985, durante o Ano Internacional da Juventude, promovido pela Organização das Nações Unidas. Todos os anos organiza-se um dia de festa da juventude, sempre com um tema importante a ser debatido e trabalhado com grupos. O DNJ acontece em todo o país todos os anos no último domingo do mês de outubro, exceto nos anos eleitorais, quando a data é alterada, como neste ano.

Acolhida dos ícones do DNJ

Os jovens da Forania Santo Antônio Maria Claret acolheram no domingo, 6 de outubro, às 20 horas, os ícones do Dia Nacional da Juventude. A cerimônia ocorreu na paróquia Santo Antônio Maria Claret e Frei Galvão, sede do DNJ 2020, no Grupão Foraneo (encontro formativo dos grupos de jovens da forania). O DNJ 2020 será no dia 22 de novembro, na paróquia Santo Antônio Maria Claret e Santo Antônio de Sant´Anna Galvão, em Ribeirão Preto.