Clero encaminha definições da 15ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral

Clero encaminha definições da 15ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral

Na Casa Dom Luis, em Brodowski, no dia 28 de novembro de 2019, foi realizada a Reunião Geral do Clero, presidida pelo arcebispo metropolitano de Ribeirão Preto, Dom Moacir Silva. A última reunião do ano contou com a participação de ao menos 120 padres e diáconos, e trouxe na pauta uma série de assuntos referentes as definições pastorais da 15ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, realizada em 24 de novembro, em vista do próximo quadriênio (2019-2023), como a escolha dos cinco referenciais para os quatro pilares da ação evangelizadora e comunidade eclesial missionária; a eleição dos Vigários Forâneos; a indicação do responsável da forania para integrar a Pastoral Presbiteral; e diversos Comunicados Pastorais.

Abertura - A reunião começou com a Oração da Hora Média, na capela, e depois a continuidade no auditório, onde o arcebispo Dom Moacir acolheu a todos, e pediu ao padre José Humberto Motta proceder a leitura do número 8, do Decreto Presbyterorum Ordinis - Sobre o Ministério e a Vida dos Sacerdotes, que tem o título: “União e cooperação fraterna entre os presbíteros”, destacando o aspecto da fraternidade sacramental e da cooperação eclesial. Na sequência o padre José Eduardo Previato Carmanham, secretário da reunião, fez a leitura da ata da última reunião, realizada em 18 e 19 de setembro deste ano. No prosseguimento da reunião, o padre Luis Gustavo Tenan Benzi, coordenador arquidiocesano de pastoral, apresentou a pauta de atividades.

Temas da Pauta

Eleições dos Vigários Forâneos:   No sentido de escolher os novos vigários forâneos que exercerão sua missão nos próximos quatro anos, o padre Gustavo, apresentou um resumo das “Orientações para Eleição e mandato dos Vigários Forâneos”, com destaque para as características da pessoa do vigário forâneo, a missão, o mandato e os critérios para a eleição. Os vigários Forâneos além do cuidado pastoral na forania, integram o Conselho Presbiteral e o Conselho Arquidiocesano de Pastoral. Antes do início das eleições, o arcebispo convidou os padres e a diáconos, a se dirigirem até a capela para rezar a invocação ao Espírito Santo. Na continuidade, nos grupos formados por foranias e coordenados pelos atuais vigários forâneos, ocorreu a votação para a escolha de um dos padres da forania para exercer essa função. Ao final da eleição cada vigário forâneo entregou a ata da eleição ao arcebispo para aprovação e posterior nomeação e provisionamento dos eleitos. O mandato dos novos vigários Forâneos terá início a partir de 1º de janeiro de 2020, até esta data continuam com seus mandatos os vigários forâneos em exercício. Os novos vigários forâneos eleitos das foranias, e que ainda serão nomeados, foram: Forania São Sebastião: Pe. Marcelo Campioni; Forania Santo Antônio: Pe. Samuel Matias; Forania Santa Maria Goretti: Pe. Alessandro Daniel Tenan; Forania Santo Antônio Maria Claret: Pe. Leandro Carlos dos Santos Pupin; Forania Bom Jesus da Lapa: Pe. Severino Germano da Silva; Forania Cristo Operário: Pe. Mateus Pereira Martins; Forania Bom Jesus da Cana Verde: Pe. Pedro Ricardo Bartolomeu; Forania São Bento: Pe. André Luiz Massaro; Forania São José: Pe. Mário Reis da Silveira; e Forania Nossa Senhora Aparecida: Pe. Deolindo Schinelle Neto. Ainda nos grupos os padres fizeram a indicação ou recondução do padre da forania para compor a equipe da Pastoral Presbiteral.

Indicação do Referencial para os Pilares da Ação Evangelizadora: No intuito de atualizar a caminhada pastoral, os trabalhos da 15ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, em comunhão com as Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2019-2023), Documento 109 da CNBB, não falamos mais em 'urgências', embora as reconheçamos, mas em pilares. São eles: Pilar da Palavra: iniciação à vida cristã e animação bíblica da vida e da pastoral; Pilar do Pão: liturgia e espiritualidade; Pilar da Caridade: serviço à vida plena; Pilar da Ação Missionária: estado permanente de missão. Os padres e diáconos, por meio de votação, indicaram um padre para ser o referencial dos pilares do Pão, da Palavra e da Ação Missionária, e para o Pilar da Caridade indicaram um Diácono Permanente. As diretrizes trazem como eixo a imagem da Casa sustentada pelos quatro pilares, e estruturadas a partir da Comunidade Eclesial Missionária, por isso, acrescentou-se na votação a indicação de um referencial para dinamizar esse campo da ação evangelizadora. Os referenciais escolhidos posteriormente indicarão uma outra pessoa para coordenar os trabalhos dos pilares e da comunidade eclesial missionária. Dessa forma os referenciais escolhidos, e posteriormente nomeados e provisionados pelo arcebispo, integrarão o Secretariado Arquidiocesano de Pastoral no próximo quadriênio, tendo início em 1º de janeiro de 2020, que tem a seguinte composição: Arcebispo, Coordenador de Pastoral, um padre referencial e um leigo indicado dos quatro pilares e da comunidade eclesial missionária, e o secretário adjunto.

Coordenador Arquidiocesano de Pastoral: Dom Moacir comunicou ao clero que com vistas a continuidade dos trabalhos pastorais, e da motivação do padre Gustavo, que além do exercício da função fez uma especialização na área da Teologia Pastoral, e após consulta ao Conselho de Presbíteros, considerou por bem prorrogar o mandato do coordenador de pastoral para mais um quadriênio, e a partir do terceiro ano deste quadriênio (2022), o clero fará a indicação de três nomes para acompanhar o processo da 16ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral. O arcebispo também informou que prorrogou o mandato por mais um ano da Equipe Presbiteral de Assuntos Econômicos (EPAEC) em razão da necessidade da reestruturação devido a reclassificação das paróquias na contribuição da taxa cúria.

15ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral: O coordenador de pastoral, padre Gustavo, apresentou os números da 15ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, realizada no dia 24 de novembro, e destacou a dinâmica do processo de preparação na linha sinodal, a organização da assembleia que priorizou o uso das plataformas online (e-mail, WhatsApp, formulário online) para envio de material e inscrição dos participantes, e a inovação com a iniciativa da votação online dos encaminhamentos práticos. A assembleia contou com a participação de 480 pessoas entre padres, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas, e leigos delegados paroquiais. Na prestação de contas dos custos da assembleia sobressaiu o aspecto dos investimentos como a aquisição de objetos que poderão ser utilizados em outros eventos arquidiocesanos como os crachás, as velas, os pedestais para banners e os banners de identificação das foranias.  

Comunicados Pastorais: O coordenador de pastoral conduziu a apresentação dos diversos comunicados pastorais, e após a bênção, o arcebispo entregou aos padres e diáconos a Agenda Arquidiocesana 2020. Antes do almoço o clero seguiu até o Seminário Maria Imaculada para visitar o andamento das obras de reforma de uma das alas do prédio.


Pastoral da Comunicação
Arquidiocese de Ribeirão Preto