Arcebispo preside a Missa da noite de Natal na Catedral de São Sebastião

O arcebispo dom Moacir Silva presidiu a Missa da noite de Natal, 24 de dezembro de 2017, na Catedral Metropolitana de São Sebastião, em Ribeirão Preto (SP). Concelebrou o pároco padre Francisco Jaber Zanardo Moussa, e serviu nas funções litúrgicas o diácono João Paulo Tarlá Júnior.

A tradicional missa da noite de Natal (Missa do Galo) traz na liturgia o anúncio solene do nascimento de Jesus. Após os ritos iniciais e antes da entoação do Glória, o diácono João Paulo fez a “Proclamação do Natal” ao recitar em estilo gregoriano o cântico Calendas de Natal (anúncio natalino). Em seguida deu-se início a entoação do hino do glória e o arcebispo recebeu das mãos de um casal a imagem do Menino Jesus para entronizá-la na manjedoura. O arcebispo incensou o presépio, meditou alguns minutos, e depois deu continuidade ao rito da missa.

Dom Moacir, na homilia, destacou o verdadeiro sentido da celebração do Natal e convidou os fiéis a fazerem a experiência do encontro com o Menino Jesus, luz para os povos. “É assim que a Liturgia desta santa noite de Natal nos apresenta o nascimento do Salvador: como luz que penetra e dissolve a mais densa escuridão. A presença do Senhor no meio do seu povo cancela o peso da derrota e a tristeza da escravidão e restabelece o júbilo e a alegria. Alegremo-nos! Deixemos que a riqueza da Liturgia desta Noite Santa penetre o mais profundo de nosso ser e, assim, alimente vida cristã”, expressou o arcebispo.

“Hoje uma luz brilhou para nós. Nesta noite a esperança é renovada. É possível um mundo de paz, justiça, amor e fraternidade. Pois, esta luz, que é Jesus, o Verbo que fez homem, afeta o íntimo do homem: a luz do bem que vence o mal, do amor que supera o ódio, da vida que vence a morte”, frisou Dom Moacir.

Na reflexão do Evangelho (Lc 2, 1-14), o arcebispo apontou a simplicidade e a pobreza na expressão singela do nascimento de Jesus, e a extrema preocupação e amor de Deus pelos homens. “No Evangelho, São Lucas descreve com algum pormenor a pobreza e a simplicidade que rodeiam a vinda ao mundo do Salvador dos homens: a falta de lugar na hospedaria, a manjedoura dos animais servindo de berço, os panos improvisados que envolvem o recém-nascido, a visita dos pastores”.

E, ao concluir a homilia, o arcebispo descreveu a beleza contida no presépio que revela a mensagem trazida por Jesus “O presépio nos leva a contemplar o modo de Deus agir: o seu amor salvador se manifesta numa gruta de pastores onde brilha a fragilidade, a dependência, a ternura, a simplicidade de um menino recém-nascido. Hoje, mais uma vez, aos pés do Verbo encarnado, professamos: ó Cristo, Vós sois o Filho unigênito de Deus vivo, nascido na gruta de Belém! Dois mil e dezessete anos depois revivemos este mistério como um fato único e irrepetível. Dentre tantos filhos de homem, tantas crianças vindas ao mundo ao longo destes séculos, só Vós sois o Filho de Deus: o vosso nascimento mudou, de modo inefável, o curso dos acontecimentos humanos. Obrigado, Menino de Belém, por vir partilhar conosco a tua vida e, assim, nos tornar participantes desta mesma vida. Ajuda-nos a viver intensamente este mistério, hoje e sempre. Amém!” concluiu dom Moacir.

Antes da bênção final, o arcebispo dom Moacir desejou votos de um feliz e santo natal aos presentes, e extensivamente a todos os arquidiocesanos. Após a bênção, o arcebispo e concelebrantes se dirigiram à porta de entrada da Catedral para cumprimentar e desejar Feliz Natal aos fiéis.

Ceia de Natal – Pelo segundo ano consecutivo a Catedral Metropolitana realizou a Ceia de Natal para os moradores de rua. Foram servidas aproximadamente 300 refeições, que são resultado das doações de alimentos, do trabalho dos agentes de pastoral e de voluntários, apoiados e incentivados pelo pároco padre Francisco. O arcebispo Dom Moacir presidiu a oração e participou juntamente com o padre Francisco da Ceia, na acolhida fraterna, no ouvir, no diálogo com os moradores de rua, sinais perceptíveis das periferias existenciais de nossa sociedade. A Catedral Metropolitana de São Sebastião agradece a todos que colaboraram para a realização desta fraterna confraternização na Noite de Natal!