Hoje é
Notícias

03/07
2015

Escola Diaconal

Candidatos ao diaconato permanente recebem os ministérios de leitor e acólito

Os 12 candidatos ao diaconato permanente da segunda turma da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço, receberam os ministérios de Leitor e Acólito, no dia 20 de junho, na paróquia Santa ngela, em Ribeirão Preto (SP)


Candidatos ao diaconato permanente recebem os ministérios de leitor e acólito

Acesse a Galeria de Fotos

Os 12 candidatos ao diaconato permanente da segunda turma da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço, receberam os ministérios de Leitor e Acólito, no dia 20 de junho, na paróquia Santa ngela, em Ribeirão Preto (SP). São eles: Adriano Volpini, Alessandro Roberto DelArco, Carlos Francisco Vieira, João Paulo Tarlá Júnior, José Roberto Aragon, Marcelo José Limberti, Paulo Augusto Moroti, Paulo César Nascimento, Rodrigo Carlos de Assis, Sérgio L. Xavier Castro, Valter Jaime Silveira e Wilson Ap, Merlo Cunha. A celebração, presidida pelo arcebispo dom Moacir Silva, reuniu padres, diáconos, seminaristas, paroquianos, familiares e alunos da terceira turma da Escola Diaconal.

O texto da recordação da vida expressou a gratidão a Deus, s famílias, e a importância dos ministérios no compromisso da evangelização em unidade com a Igreja Particular de Ribeirão Preto. A nossa Igreja Particular de Ribeirão Preto se alegra porque 12 alunos da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço dão mais um passo em vista do diaconato permanente. A nossa Igreja tem florescido com o diaconato permanente que, ao lado dos presbíteros, são força evangelizadora muito grande, dizia um trecho do texto.

Na homilia, o arcebispo dom Moacir Silva, expressou a necessidade de permanecermos firmes na fé e na verdade trazida pela Palavra de Deus como recomendou o apóstolo Paulo na primeira leitura (2Tm 3,14-17). Permanece firme naquilo que aprendeste em aceitar como verdade. Hoje, mais do que nunca, precisamos dessa firmeza nas verdades da fé. No meio de um mundo onde tudo muda tão rapidamente precisamos de firmeza, firmeza nos valores humanos e cristãos, firmeza nos valores da fé. E é a Palavra de Deus que nos dá esta firmeza. São Paulo deixou claro para nós: Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para ensinar, para argumentar, para corrigir e para educar na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e qualificado para toda a boa obra, explicou dom Moacir.

Ao refletir sobre o Evangelho (Lc 9,11b-17), o arcebispo, destacou o sentido de ouvirmos atentamente a mensagem de Jesus e colocá-la em prática por intermédio da partilha da Palavra e da comunhão. No evangelho vemos que a multidão que ia ao encontro de Jesus pedia a cura aos que precisavam, mas, ouvia atenta a sua Palavra, sem perceber o entardecer que estava chegando. Jesus alimentou-os primeiro com a Palavra, depois, com todos que comungaram sua mensagem, partilhou o pão. Tudo começa com a partilha da Palavra, depois segue a partilha do pão. Jesus mostrou aos discípulos o milagre do amor, do amor infinito que vem de Deus, o amor que se transforma em pão, multiplica-se quando partilhado e alimenta a todos. Quando o pão é partilhado sempre sobram cestos de pão. Também nós precisamos nos colocar aos pés de Jesus como a multidão que o seguia, primeiro para ouvir o que Ele nos tem a falar, para depois recebê-lo no Pão da Eucaristia, ressaltou dom Moacir.

E, ao concluir a homilia, o arcebispo se dirigiu aos candidatos da segunda turma da Escola Diaconal, e refletiu a respeito do sentido e da vivência dos ministérios de leitor e acólito, em dois momentos: primeiro, motivou-os a serem anunciadores da Palavra de Deus. Agora, dirijo-me, mais diretamente aos que vão receber os ministérios de leitor e acólito. Caros filhos, Deus Pai revelou e realizou o mistério da salvação por seu Filho Jesus Cristo, feito homem, que após ter nos ensinado todas as coisas confiou sua Igreja a missão de anunciar o Evangelho a toda criatura. Então, olhando para os leitores ou proclamadores da Palavra de Deus, vocês irão colaborar nesta missão, receberão assim um ministério especial dentro do Povo de Deus e serão delegados para o serviço da fé que se fundamenta na Palavra de Deus. E, no segundo momento, acrescentou o arcebispo, motivando os candidatos a viverem o mistério eucarístico em profunda comunhão com o testemunho evangélico. Caros filhos, tendo sido escolhidos para o ministério de acólito, vocês participarão de modo especial do mistério da Igreja que tem por ápice e ponto a Eucaristia, pela qual se edifica e cresce o Povo de Deus. Hoje é confiada a vocês a missão de auxiliar os presbíteros e diáconos no desempenho de suas funções e também a distribuir a sagrada comunhão aos fiéis, desde que como ministros extraordinários, designados de modo especial para este ministério vocês deverão esforçar-se para viver intensamente do sacrifício do Senhor conformando-os mais perfeitamente a Ele. Procurem entender o sentido profundo e espiritual daquilo que vocês vão fazer, enfatizou dom Moacir.

No encerramento, antes dos ritos finais, a leitura da mensagem de agradecimento dos candidatos ao diaconato, manifestou a gratidão pela acolhida da comunidade paroquial de Santa ngela, ao arcebispo dom Moacir, aos padres e diáconos formadores da Escola Diaconal, aos padres e diáconos da arquidiocese, aos familiares e amigos. Nessa hora de alegria temos plena consciência de que se chegamos até aqui foi por bondade divina e não por mérito nosso. (...) Que o nosso amado Deus nos abençoe pela intercessão de São Lourenço, hoje e sempre, amém.


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2019 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5