Hoje é
Notícias

20/07
2016

Diaconato Permanente

Retiro Diaconal da Arquidiocese de Ribeirão Preto

Nos dias 25 e 26 de junho, os diáconos permanentes da Arquidiocese de Ribeirão Preto, juntamente com suas esposas, reuniram-se na Casa Dom Luis, para o Retiro anual de Espiritualidade


Retiro Diaconal da Arquidiocese de Ribeirão Preto

Nos dias 25 e 26 de junho, os diáconos permanentes da Arquidiocese de Ribeirão Preto, juntamente com suas esposas, reuniram-se na Casa Dom Luis, em Brodowski (SP), para o Retiro anual de Espiritualidade, que teve como pregador dom Angélico Sândalo Bernardino, bispo emérito de Blumenau (SC).

Na abertura do retiro, contamos com a presença do arcebispo dom Moacir Silva, que acolheu a todos com o carinho e zelo de pastor.

Com o tema Amar a Deus e amar o próximo, dom Angélico citou Santo Agostinho: Inquieto esta meu coração enquanto não repousa em Ti, exortando-nos a deixarmos Deus falar em nós, a vivenciarmos a experiência dos discípulos de Emaús, sentir o coração arder quando Deus nos fala ao coração.

O pregador exortou a importância de buscarmos uma intimidade com a Trindade para sentirmos sua manifestação em nossa vida, em nossa história, respondendo a Ela com o testemunho de uma vida de oração para que esta experiência viva de deus nos torne homens e mulheres contemplativos. 

Outro ponto recomendado por dom Angélico consiste em deixar a oração impregnar em nossa vida e moldar-nos na conformidade da vontade de Deus, tendo como exemplo o próprio Jesus que em todas as circunstâncias se retirava para orar e continua orando, mesmo no alto da cruz. Desta forma, em nosso dia a dia buscamos a perfeição cristã, aprendendo a amar a Deus e ao próximo; amar ao próximo como amamos Jesus, Amar o próximo como Jesus nos ama e amar o próximo a exemplo do amor que a Trindade tem pelo mundo.

Portanto, segundo dom Angélico, esta deve ser a nossa resposta ao chamado diário que o Senhor nos faz: sermos missionários no meio do povo, mas com Jesus Cristo no centro de nossas vidas e vivendo a dignidade comum a todos, de sermos filhos e filhas de Deus, diferentes apenas nas responsabilidades, carismas e o serviço de cada um. Sermos no meio do povo e para o povo, diáconos pastores, sacerdotes e profetas. Pastor, sendo presença de Cristo Servidor no meio do povo. Indo ao encontro dos que estão perdidos, doentes, excluídos, nas periferias existenciais e geográficas, sendo sal, luz e fermento.

O pregador também salientou a necessidade de anunciarmos Jesus Cristo, especialmente no âmbito da misericórdia, do anúncio e do profetismo: Como sacerdote, que zela pela santidade de Deus. Pecadores, mas confiantes em Sua Misericórdia, anunciadores da esperança e apontando para Jesus, caminho, verdade e vida e que unido ao sacerdote, celebrando a Eucaristia participa do Sacrifício de Jesus que se doa no altar. Como profetas, colocar-se diante de Deus e da realidade. Ser ministro da Palavra viva que é próprio Jesus, palavra vivida e testemunhada. Ouvinte da realidade e anunciador da alegria do evangelho e que muitas vezes rejeitado, revisa suas atitudes, mas sempre prega a realidade na vontade de Deus.


Diácono Cleiton Luiz Forgerini
Secretário de Comunicação do Diacônio da Arquidiocese de Ribeirão Preto







CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2019 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5