Hoje é
Notícias

31/08
2016

Setor Juventude

Padre Anderson relata experiência na JMJ 2016

De 25 a 31 de julho, em Cracóvia, Polônia, aconteceu a XXXI Jornada Mundial da Juventude Cracóvia 2016.


Padre Anderson relata experiência na JMJ 2016
 
De 25 a 31 de julho, em Cracóvia, Polônia, aconteceu a XXXI Jornada Mundial da Juventude Cracóvia 2016. A JMJ reuniu jovens de 183 países e aproximadamente 900 bispos. Cracóvia recebeu até 2,6 milhões de jovens peregrinos durante o evento. Foi a segunda vez que a Polônia sediou a JMJ. A primeira, em 1991, na cidade de Czestochowa.

Com o lema: Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia (Mt 5, 7), escolhido pelo papa Francisco, as reflexões sublinharam a importância das Bem-aventuranças, que são o coração do ensinamento de Jesus Cristo. Ele escolheu a quinta, a que Jesus anunciou no seu Sermão beira do Mar de Galiléia. No seu primeiro Sermão, Jesus deixa para nós oito indicações das atitudes que nos aproximam do Reino dos Céus.

O papa Francisco, ao término da JMJ Rio 2013, indicou Cracóvia, Polônia, e isso convergiu em inúmeros fatores que nos ajudaram por si só a participarmos. A JMJ ocorreu em locais onde se encontram sediados dois santuários: o Santuário da Misericórdia e a relíquias de Santa Faustina, propagadora da devoção a misericórdia divina, e perto deste santuário, o Santuário dedicado a São João Paulo II, o grande peregrino da paz que convocou inúmeras vezes a juventude para esta peregrinação, e ainda estivemos em locais que nos remetem a guerras e renascimentos. Cracóvia é conhecida no mundo como o centro da devoção Divina Misericórdia. Se não nos bastasse isso, ainda tivemos a oportunidade de olhar para o rosto jovem de uma Igreja que corre em suas veias uma juventude bela, entusiasmada, comprometida e feliz.

Nos dias que estive na JMJ, presenciei e testemunhei o encontro mundial da juventude católica, e assim partilho em breves linhas esta experiência. Ao encontramos a juventude do mundo inteiro reunida num mesmo local, a variedade de idiomas, as inúmeras bandeiras, as músicas, tudo isso se torna um só gesto diante de Pedro que ali ensina, exorta, convoca e confia naqueles que ali estão. Estar em um mesmo espaço com nações em disputas comerciais, territoriais, ideológicas e até mesmo religiosas, mas que param diante da Fração do Pão e de mãos dadas um ao lado do outro chamam a Deus de Pai Nosso. Não há como descrever essas emoções, porém nos dá um ânimo renovado para acreditarmos nos nossos jovens.

Todas as edições da JMJ deixam um legado, uma proposta, uma meta para os nossos jovens. Acredito que a edição polonesa deixou algumas reflexões que necessitam de aprofundamento. Cito apenas uma, mas que de fato muda a nossa vida e oração ao estarmos de fato pisando naquele solo. Estar no Ano da Misericórdia, no país em que um papa lutou pela liberdade, e com outro papa que tem lutado pelos refugiados e adentrar no campo de concentração de AUSCHWITZ, é o grande legado para a nossa juventude. Os poloneses dizem: Nós não queremos destruir este campo de concentração, embora nos marque profundamente, pois queremos que o homem se lembre do que ele pode fazer. Estar naquele lugar, ver a dimensão, e saber que tudo o que ali aconteceu é de fato realidade, nos transforma de modo inexplicável. Acredito que a juventude que por ali passou pode experimentar as consequências da falta da misericórdia.

Enfim, fica o convite para em 2019, no Panamá, participarmos Jornada Mundial da Juventude, e como o papa Francisco afirmou: Pedro estará aguardando de braços abertos os jovens do mundo inteiro para: dias de oração, de alegrias, trocas de experiências sem igual, e de compromissos. Então, juventude arquidiocesana, deixem o conforto dos seus sofás, coloquem os tênis confortáveis e vamos trabalhar para que daqui a pouco estejamos reunidos em vigília, em catequeses, com as centenas e centenas de jovens que se encontrarão para testemunharem a forca do juventude católica.

Padre Anderson Xavier Lopes
Assessor do Setor Juventude















CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2019 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5