Hoje é
Notícias

03/03
2017

Campanha da Fraternidade 2017

Campanha da Fraternidade defende biomas nacionais

O objetivo geral da Campanha da Fraternidade deste ano é cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus


Campanha da Fraternidade defende biomas nacionais

Em relação Mata Atlântica, a preocupação maior é com o Aquífero Guarani

O objetivo geral da Campanha da Fraternidade deste ano é cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida no planeta e a cultura dos povos, luz do Evangelho.  Ou seja, em mais um ano a Igreja Católica se manifesta preocupada com o meio ambiente. No caso específico de Ribeirão Preto, a preocupação maior é com o Aquífero Guarani.

Estes destaques foram dados durante a entrevista coletiva concedida ontem, 1 de março, em que o arcebispo de Ribeirão Preto, Dom Moacir Silva, lançou oficialmente na região a Campanha da Fraternidade, que tem como tema Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida e como lema Cultivar e guardar a criação.

No Brasil, são seis biomas, que vêm a ser conjuntos de vida (animal e vegetal) constituídos por agrupamentos específicos de vegetação: Amazônia, Cerrado, Pantanal, Caatinga,. Pampa e Mata Atlântica, esta última abrangendo o Estado de São Paulo vai do Rio Grande do Sul ao Piauí, margeando a área litorânea.

PODER DE REGENERAO

Apesar de 500 anos de destruição, a Mata Atlântica ainda guarda riquezas naturais e tem poder de regeneração, disse o arcebispo, citando o texto-base da CF 2017. As iniciativas de preservar o que resta e tentar regenerar o mínimo para não faltar água e regular o clima, ainda é uma esperança viva.

Especificamente em relação a Ribeirão Preto, Dom Moacir Silva e o padre André Massaro, assessor de Campanhas da Arquidiocese, fizeram referência ao Aquífero Guarani, apontando o projeto que a Câmara Municipal deixou de votar, visando disciplinar construções na Zona Leste da cidade, onde fica área de recarga do aquífero.

AES PROPOSTAS

Dentre as ações propostas para defesa do bioma Mata Atlântica, o arcebispo destacou: exigir do poder público a recuperação de áreas degradadas, como matas ciliares e nascentes; exigir que as políticas de saneamento básico sejam implantadas em toda área urbanizada e rural do bioma; e a efetivação do plano diretor sobretudo em relação ao saneamento básico dos municípios.

GESTO CONCRETO

Dom Moacir Silva informou que, no Domingo de Ramos, dia 9 de abril, em todas as missas, o gesto concreto da Campanha da Fraternidade será a Coleta da Solidariedade. Na Arquidiocese de Ribeirão Preto, a parte da coleta que se destinar própria região se destinará a contribuição para projetos sociais, selecionados a partir de sugestões feitas pelos fiéis católicos.

Colaboração: Carlos Alberto Nonino - Pascom Arquidiocesana


Assista a Coletiva de Imprensa na íntegra - TV UOL


udio Coletiva
 
Abaixo disponibilizamos s Rádios o link com o áudio para queles que desejarem fazer a veiculação:
 
 









CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2019 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5