Hoje é
Notícias

07/03
2014

Campanha

Abertura da Campanha da Fraternidade na Arquidiocese

O arcebispo metropolitano de Ribeirão Preto Dom Moacir Silva e o coordenador da Equipe de Campanhas padre André Luiz Massaro concederam na manhã da Quarta-feira de Cinzas, 5 de março...


Abertura da Campanha da Fraternidade na Arquidiocese

O arcebispo metropolitano de Ribeirão Preto Dom Moacir Silva e o coordenador da Equipe de Campanhas padre André Luiz Massaro concederam, na manhã da Quarta-feira de Cinzas, 5 de março, s 9h30, na residência arquiepiscopal, a coletiva de imprensa na abertura da Campanha da Fraternidade 2014. Este ano a campanha traz como tema: Fraternidade e Tráfico Humano, e o lema: para a liberdade que Cristo nos libertou (Gl 5, 1).

Dom Moacir acolheu os meios de comunicação presentes na coletiva e apresentou os objetivos e a preocupação da Igreja no Brasil com o tema da CF-2014: com alegria que acolho a imprensa nesta manhã para em comunhão com toda a Igreja no Brasil lançarmos a Campanha da Fraternidade 2014. Há 50 anos, desde 1964, a Igreja no Brasil realiza da Campanha da Fraternidade no período da Quaresma que é o seu ponto alto. A cada ano tratando de uma temática e nesse ano Fraternidade e Tráfico Humano. A Igreja no Brasil se debruça sobre essa temática, sobre esse terrível crime do tráfico humano, seja o tráfico humano para o trabalho escravo, para a exploração sexual, o tráfico de órgãos humanos, o tráfico de crianças para adoção internacional. A Igreja no Brasil reflete sobre essa temática para ajudar os fiéis a tomarem consciência dessa realidade e colaborar com os próprios órgãos governamentais que enfrentam a questão do tráfico humano, disse o arcebispo.


O arcebispo explicou ainda que a Conferência Nacional do Brasil disponibiliza uma série de subsídios para a conscientização dos fiéis e a campanha pretende atingir todas as comunidades. A Conferência Geral dos Bispos do Brasil (CNBB) procura atingir todas as comunidades do Brasil com elementos, com subsídios para as paróquias, para os pequenos grupos de reflexão, para a juventude, para as escolas, é uma riqueza imensa. Quando todos nós nos empenhamos na Campanha da Fraternidade esta temática chega até as bases, e atinge a sua finalidade. Com essa campanha a Igreja no Brasil quer sensibilizar, conscientizar as pessoas a respeito desse problema que é o tráfico humano, detectar onde ele acontece, e também denunciar, e assim colaborar para que esse crime seja varrido da face da Terra explicou Dom Moacir.

A temática do tráfico humano não é um tema restrito apenas ao Brasil. O papa Francisco em suas audiências e pronunciamentos, e também em documentos oficiais, tem tratado deste tema. Segundo Dom Moacir sabemos o quanto horrendo é esse crime. O Papa Francisco tem insistido também nessa questão. Num documento oficial, a Exortação Evangelli Gaudium, o papa retoma o que havia dito em Lampedusa (Itália), e faz a seguinte pergunta: Onde está o teu irmão? O irmão no trabalho escravo, enfim, o papa elenca os diversos elementos que constituem o tráfico humano. um convite para todos nós trabalharmos bem a Campanha da Fraternidade e assim defendermos a dignidade da pessoa humana, concluiu o arcebispo.



O coordenador da Equipe de Campanhas padre André Luiz Massaro apresentou a programação arquidiocesana da campanha e algumas ações práticas que podem ser feitas nas comunidades. Toda Campanha da Fraternidade leva no mínimo dois anos para ser preparada, desde a escolha do tema, do lema, o estudo, e não se reduz somente ao âmbito da Igreja Católica, mas ela tem um objetivo ecumênico, do diálogo inter-religioso, para atingir os condomínios, as escolas, o comércio, as fábricas. um tema social e atinge a vida, e onde a vida está ameaçada é preciso sensibilizar. No dia 8 de fevereiro tivemos a capacitação para agentes multiplicadores da arquidiocese com a presença de quase 200 participantes. Agora estaremos presentes nas paróquias da arquidiocese. Nas paróquias serão feitas diversas atividades: nas liturgias, nas orações, nos cânticos, nos grupos de quarteirão, nas comunidades. E a Campanha da Fraternidade entra no espírito quaresmal. Quaresma é tempo de conversão, e a campanha quer gerar conversão, mudança de postura. A campanha, apesar de seu auge ser na quaresma, ela é trabalhada durante o ano todo. Algumas das atividades: no dia 30 de março vamos ter a Caminhada da Fraternidade por paróquias, foranias ou cidades. No Domingo de Ramos, 13 de abril, temos a Coleta Nacional direcionada para investimentos em projetos. Para o dia 8 de junho está programado um Fórum com a Juventude no Colégio Marista, entre outras atividades, destacou padre André.


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2019 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5