Hoje é
Notícias

31/01
2018

Artigos

Veredicto se acata, não se ataca!

No último dia 24 de janeiro assistimos ao julgamento em Segunda Instância, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pela 8ª Turma da 4ª Região do Tribunal Regional Federal


Veredicto se acata, não se ataca!

No último dia 24 de janeiro assistimos ao julgamento em Segunda Instância, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pela 8ª Turma da 4ª Região do Tribunal Regional Federal em Porto Alegre (RS). Acompanhei com atenção tudo que foi dito naquele Tribunal. Embora “leigo” em Direito, fiquei encantado com a clareza, lisura, linguagem acessível e, sobretudo, com a coerência dos três Desembargadores daquele respeitado Ambiente Jurídico.

Alguns dirão que estou feliz com o resultado que condenou em Segunda Instância o ex-presidente. Não estou feliz não. Antes, sinto-me profundamente envergonhado. Enquanto a medíocre Defesa tentava desclassificar a competência do Juiz Sérgio Moro, teve como resposta o aumento da pena de 9 anos e seis meses para 12 anos e um mês, em regime fechado!

Se o Poder Judiciário em nosso País não fosse tão lento, poderíamos alimentar a esperança de que todos tivessem um julgamento tão justo como foi o do ex-presidente Lula. Ser preso ou não, nem me vem ao caso. Justo mesmo seria que devolvessem todo dinheiro desviado aos Cofres Públicos, devolvendo ao Povo Brasileiro a devida dignidade com Hospitais funcionando dia e noite, Escolas melhor equipadas e Professores melhor pagos, Segurança e Infraestrutura, que não obrigassem Pessoas a viverem como Bichinhos manipulados com Bolsas daqui e dali, que mais parecem migalhas jogadas aos pobrezinhos, que antes, precisam de oportunidades, trabalho e salários dignos!

A declaração da Senadora Gleisi Hoffmann, Presidente do Partido dos Trabalhadores contradiz todo e qualquer bom senso. Parece uma declaração vingativa contra o Poder Judiciário e até mesmo contra a Lei da Ficha Limpa sancionada pelo próprio Lula no dia 4 de junho de 2010. Para quem pensa, o que não parece ser o caso da mencionada presidente do PT, que deve ter perdido seu cérebro inebriada pelo poder corrupto e não menos criminoso, porque ameaçador até com a conclamação à luta violenta que possa “matar” pessoas inocentes, todo condenado em Segunda Instância fica inelegível a qualquer cargo público, principalmente ao cargo da Presidência da República.  À época o Senador Aloizio Mercadante defendeu como porta-voz do então Presidente Lula, que a Lei da Ficha Limpa entrasse em vigor no mesmo ano, a fim de “limparmos nosso cenário político da corrupção, impedindo que sejam eleitos e ocupem cargos na Câmara de Deputados, no Senado e no Poder Executivo, políticos desonestos e que tenham sido condenados em Segunda Instância”. Engraçado é que a “teia jurídica” se alastra para instâncias superiores e procrastina o cumprimento das sentenças, criando entre o Povo Sofrido e tão Trabalhador inúmeras inseguranças e desalentos. Como votaremos então? Matéria para um próximo artigo. Até aqui o que sei é que Veredicto se acata, não se ataca!

Pe. Gilberto Kasper
pe.kasper@gmail.com

Mestre em Teologia Moral, Licenciado em Filosofia e Pedagogia, Especialista em Bioética, Ética e Cidadania, Professor Universitário, Docente e Coordenador da Teologia na Faculdade de Ribeirão Preto da UNIVERSIDADE BRASIL e UNIESP S.A., Assistente Eclesiástico do Centro do Professorado Católico, Assessor da Pastoral da Comunicação e Reitor da Igreja Santo Antônio, Pão dos Pobres da Arquidiocese de Ribeirão Preto e Jornalista.


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2019 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5