Hoje é
Notícias

26/05
2014

Diaconato Permanente

Arcebispo ordena 23 diáconos permanentes

A Arquidiocese de Ribeirão Preto rendeu graças a Deus em 24 de maio, memória de Nossa Senhora Auxiliadora, pela ordenação de 23 diáconos permanentes, da primeira turma da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço


Arcebispo ordena 23 diáconos permanentes

Acesse a Galeria de Fotos

A Arquidiocese de Ribeirão Preto rendeu graças a Deus em 24 de maio de 2014, memória de Nossa Senhora Auxiliadora, pela ordenação de 23 diáconos permanentes, da primeira turma da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço. Ao menos 3,5 mil fiéis participaram da concelebração eucarística de ordenação no Ginásio Pedro Ferreira dos Reis (Docão), em Sertãozinho (SP). A concelebração eucarística presidida pelo arcebispo dom Moacir Silva contou com a presença de padres, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas, candidatos ao diaconato permanente, esposas e familiares dos ordenandos. Com o lema de ordenação Dei-vos o exemplo para que façais a mesma coisa que eu fiz, os 23 ordenandos deram o seu sim para viver o primeiro grau do Sacramento da Ordem, e assumem a dupla sacramentalidade: a vida familiar e o serviço diaconal como sinal sacramental de Cristo-Servo.

Com o rito próprio da ordenação, primeiro, os ordenandos manifestaram a vontade de servir e exercer o seu ministério de acordo com o pensamento de Cristo e da Igreja, sob a obediência ao arcebispo. Depois da ladainha o arcebispo impôs as mãos e rezou a prece ordenação. Em seguida os ordenandos foram revestidos com a estola diaconal e a dalmática. Na sequência a entrega do livro dos Evangelhos, e por último, o arcebispo e os diáconos saudaram os ordenados em sinal do ministério comum na sua Ordem.

Na homilia, o arcebispo dom Moacir Silva, recordou o lema da ordenação e explicou a missão dos neodiáconos como configurados ao Cristo Servo, também os exortou a viverem o ministério em unidade com os presbíteros e toda a Igreja como sinais sensíveis da ação de Deus no meio do povo. Dom Moacir ainda citou as principais características a serem lembradas pelos neodiáconos no exercício do ministério diaconal. Primeiro, a vocação diaconal é uma ponte entre a hierarquia e o laicato, portanto ele vive no mundo e participa da vida laical como ministro consagrado. E, segundo, ao inserir-se no mundo, pode colaborar e atuar com sensibilidade especial no serviço da caridade. E, ao concluir, disse: Que o Cristo Jesus, o Servidor por excelência, seja sempre o modelo a ser seguido por vocês. Que Maria, a humilde serva do Senhor, acompanhe o ministério diaconal de vocês, hoje e sempre. Amém.

Antes da bênção final, os neodiáconos Francisco Alves Ferreira Neto e Daniel Ribeiro Moraes Filho proferiram os agradecimentos e recordaram a iniciativa de dom Joviano de Lima Júnior, SSS, em criar a Escola Diaconal São Lourenço, em 2007, e os seus primeiros frutos com os 23 neodiáconos ordenados. E, também agradeceram aos diretores, professores, benfeitores da Escola, as esposas e familiares, e por fim, homenagearam o diácono permanente Antônio Del Lama, simbolizando toda a trajetória da vida diaconal presente na Arquidiocese de Ribeirão Preto. Com estas ordenações a Arquidiocese de Ribeirão Preto soma 35 diáconos permanentes em seu presbitério.


CONTATO

Rua Tibiriçá nº 879 – Centro
CEP: 14010-090
Ribeirão Preto/SP


Atendimento

de 2ª a 6ª feira
Das 8h às 12h
Das 13h às 17h (16) 3610 8477

Copyright © 2019 - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Desenvolvido por Com5