Bispos participam de retiro e Dom Júlio ressalta a importância da espiritualidade

Bispos participam de retiro e Dom Júlio ressalta a importância da espiritualidade

O presidente do Regional Sul 1 da CNBB e arcebispo de Sorocaba, Dom Júlio Endi Akamine, enfatizou a dimensão espiritual que norteia o início do encontro do episcopado brasileiro reunido na 61ª Assembleia Geral: “em uma Assembleia de bispos, as decisões devem ser orientadas pelos impulsos do Espírito Santo, que não atua de forma direta e mecânica. Assim, a oração pauta nossos encontros, incluindo a liturgia das horas, a Eucaristia, diálogos espirituais e retiro”.

Dom Júlio explicou que é neste cenário de recolhimento que o episcopado brasileiro procura discernir os desígnios divinos, interpretando os ‘sinais dos tempos’, as percepções individuais e o feedback dos fiéis e outros bispos. Permanecendo no clima de oração pelo presidente do Regional, o segundo dia da Assembleia Geral começou com a Missa no Santuário Nacional de Aparecida, presidida pelo Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado do Vaticano. A celebração contou com a presença no altar central dos bispos jubilares.

Durante a homilia, o Cardeal refletiu sobre as leituras bíblicas, destacando a figura de São João Batista e a superioridade de Jesus Cristo, chamando atenção para a necessidade de humildade e reconhecimento da grandeza divina. Em sua mensagem, Dom Parolin explorou as virtudes da humildade e autenticidade presentes nas palavras de São João Batista, enfatizando como elas reforçam a vocação dos líderes religiosos e fiéis. Ele ressaltou, ainda, a importância de se desprender da vanglória, apontando para a incomparável grandeza de Cristo como fonte de sabedoria e guia espiritual.

Concluiu sua homilia pedindo a intercessão da Virgem Maria para inspirar gratidão e oferecer consolo através de seu amor maternal, reforçando a contínua presença e intercessão de Jesus na vida dos fiéis.

Seguindo para o retiro que aconteceu durante todo este dia, com as pregações Dom Parolin, os bispos meditaram sobre o tema da “Participação”: “A Igreja é realmente o seu Corpo (de Cristo), o seu “prolongamento” somático na história e no mundo; graças aos sacramentos e à ação do Espírito Santo, circula nas veias da Igreja a própria vida de Cristo!”.

No retiro que se estendeu até o final da tarde com pregações de Dom Parolin, os bispos refletiram sobre o tema da “Participação”. E, reunidos como povo batizado e redimido pela vitória pascal de Cristo sobre o pecado e a morte, e acolhendo a misericórdia que emana de seu divino coração, o episcopado participou de uma celebração espiritual.

Fonte: CNBB Sul 1

 

Veja também: