Na festa de São Francisco de Assis paróquia medita as virtudes do padroeiro

As comemorações do padroeiro na paróquia São Francisco de Assis, no Castelo Branco Novo, em Ribeirão Preto, movimentaram a comunidade paroquial com uma ampla programação: novena, missa solene, carreata, drive-thru para a bênção dos animais e arrecadação de alimentos, e a festa italiana. As atividades celebrativas presenciais respeitaram as orientações sanitárias (distanciamento social, higienização com o uso de álcool em gel, ambiente limpo e arejado, uso de máscara facial) para evitar a disseminação do novo coronavírus, e também foram transmitidas nas páginas da paróquia no facebook e youtube.

Novena: De 25 de setembro a 03 de outubro, as celebrações eucarísticas ou da palavra da novena em preparação a festa do padroeiro refletiram as várias faces da fraternidade de São Francisco: Deus, compromisso, humildade, pobres, idosos, comunidade, meio ambiente, família, e assim, os fiéis recordaram o testemunho e a fidelidade do padroeiro como inspiração para viver fraternalmente no discipulado de Jesus Cristo.

Carreata: No dia 03 de outubro, às 16 horas, aconteceu a carreata com a imagem do padroeiro São Francisco de Assis pelas ruas do bairro. Dezenas de veículos participaram da carreata que abençoou os moradores do entorno da paróquia.

Noite Italiana: Na impossibilidade de fazer as quermesses e festas presenciais, a paróquia promoveu no dia 03 de outubro a “Festa Italiana”, com a venda antecipada de pratos típicos italianos (rondelle, talharim e nhoque), e a retirada no sistema drive-thru. A “Festa Italiana” proporcionou aos paroquianos a oportunidade de degustarem os pratos acompanhando a live musical com repertório de músicas italianas executados pela Cia. da Voz, transmitida ao vivo, às 19h, no canal do youtube da paróquia.

Bênção dos Animais: No dia de São Francisco, padroeiro da ecologia e dos animais, 04 de outubro, a paróquia promoveu dois momentos de bênçãos dos animais (manhã e tarde). Os fiéis, no sistema drive-thru, passaram em seus veículos defronte a paróquia com seus bichinhos de estimação para receber a bênção, e também fazer a doação de alimentos não perecíveis a serem destinados às famílias carentes acompanhadas pela paróquia.

Missa solene

No dia 04 de outubro, memória de São Francisco de Assis, às 19 horas, o pároco padre Luís Gustavo Tenan Benzi, presidiu a missa solene, com os serviços litúrgicos dos diáconos Joseli Alves de Oliveira (Júnior) e William Peterson de Andrade. Na homilia, padre Gustavo, refletiu a respeito do sentido da veneração dos santos e como podemos viver a santidade inspirada nas ações dos santos no dia a dia. “Essa missa de hoje se reveste de uma grande alegria e de um sentimento de gratidão ao Senhor por podermos celebrar a festa de São Francisco de Assis. É importante que nós tenhamos clareza do mistério que nós celebramos e daquilo que nós podemos aprender e apreender para a nossa vida para que de fato a festa hoje celebrada se transforme em ação na nossa vida cotidiana. Muitas vezes nós cristãos católicos somos muito rechaçados e criticados única e exclusivamente porque temos a nossa devoção aos santos. Alguns dizem que nós idolatramos santos. Porém, meus irmãos e irmãs, ao celebrarmos um santo, ao celebrarmos São Francisco, nosso padroeiro, nós olhamos para a vida daquele que celebramos e procuramos encontrar nesta vida como ele viveu o Evangelho, como ele colocou em prática a Palavra de Deus, como ele testemunhou Jesus no mundo, porque é quando nós vivemos o Evangelho, praticamos a Palavra, testemunhamos o Senhor, é que nós somos santificados. E olhamos hoje para a vida e o testemunho de São Francisco e procuramos identificar como ele viveu a Palavra, como ele viveu o Evangelho, como ele se tornou Evangelho encarnado, de forma que olhando para ele nós somos convidados a imitá-lo, mas imitá-lo no seguimento de Jesus”, expressou o pároco.

Agradecimentos

Antes dos ritos finais, o padre Gustavo, agradeceu a todos que colaboraram nas festividades do padroeiro, e valorizou especialmente o serviço da Pastoral da Comunicação, que nasceu e se intensificou no cenário da pandemia. “Ao final da celebração eu gostaria de expressar a gratidão a todos que colaboraram para que esta festa de São Francisco fosse celebrada, e por conta da pandemia achávamos que não poderíamos celebrar a festa, mas Deus quis diferente, e nos proporcionou a oportunidade de rezarmos juntos este momento festivo da vida da comunidade. Uma gratidão especial a nossa Pastoral da Comunicação que se empenhou muito nas transmissões da festa. A Pascom é um fruto da pandemia. Nós achamos que a pandemia só trouxe coisas ruins, mas Deus faz nascer muitas coisas boas em meio as catástrofes, e a Pascom é um fruto que se concretizou na pandemia, e que tem trazido grandes alegrias para toda a nossa comunidade, especialmente no acompanhamento da novena do padroeiro e de outras transmissões levando a Palavra de Deus para aqueles que não podem estar aqui”, agradeceu o pároco.

Veja também:

Pastoral da Sobriedade realiza a Semana Nacional de Políticas Sobre Drogas

Começa no sábado, 19 de junho, e vai até a terça-feira, 29 de junho, a Semana Nacional de Políticas Sobre Drogas, com o tema “Para que todos tenham vida”. Organizada pela Pastoral da Sobriedade da Arquidiocese de Ribeirão Preto a semana contará com atividades celebrativas, palestras, roda de conversa, e por motivo da pandemia, toda programação será transmitida na página do Facebook da Arquidiocese de Ribeirão Preto

Reze o Rosário com os membros do Apostolado da Oração

Neste mês de junho, dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, os membros do Apostolado da Oração da Arquidiocese de Ribeirão Preto (Rede Mundial de Oração do Papa), com a impossibilidade de se reunirem presencialmente devido a pandemia, buscaram se reinventar e gravaram a recitação do Rosário.

Formação para Catequistas – FORANIAS

A Equipe Arquidiocesana da Animação Bíblico-Catequética promove no dia 17 de junho (quinta-feira), às 20 horas, a formação para os Catequistas das paróquias das Foranias Santo Antônio, Bom Jesus da Lapa e Cristo Operário. O tema será “O mundo digital e Catequese à Luz do Espírito Santo” com base no Diretório para Catequese.