A restauração da casa missionária

Havia se passado mais de vinte anos desde a inauguração da Casa Dom Luís, cujo objetivo primeiro era a formação do laicato, mas que além deste passou a acolher todas as demandas eclesiais da região nordeste do Estado de São Paulo. Embora permanecesse devidamente tratada e organizada, a grande quantidade de encontros e retiros nela realizados desgastou parte de sua estrutura. Por esse motivo, Dom Arnaldo Ribeiro, em reunião com seu presbitério em 1992, comunicou que a partir do próximo ano seria feita a necessária restauração da Casa.

Poucos anos antes, as Servas de Jesus Sacerdote haviam deixado Brodowski (SP) para atender a outros serviços institucionais. A administração da Casa, então, passou à Cúria Metropolitana, que tratava diretamente com os movimentos e pastorais que desejavam usá-la. Por serem muitos eventos e não haver tempo hábil, não se podia realizar obras para reforma ou expansão e, então, o mencionado arcebispo decidiu fechá-la para restaurá-la completamente. Convocou uma equipe comandada pelo engenheiro Humberto Tarozzo Filho, que se encarregou pela obra.

Retiro do Clero – 2002

Em 1 de janeiro de 1993 a Casa era, então, fechada por conta do início da obra. Pelo planejamento, a restauração seria dividida em fases, sendo os dormitórios a primeira ala a ser reformada. Para tal, a Arquidiocese utilizou como provimentos financeiros o laudêmio da Catedral, as espórtulas recebidas pelo arcebispo e o rendimento de aplicações (Igreja Hoje, nº 59, maio de 1997). Todavia, pouco mais de um ano depois as obras foram paralisadas devido à falta de recursos, visto que até aquele momento haviam sido gastos US$83.419,00.

A restauração só pôde continuar a partir de maio de 1995 quando as subsequentes fases foram iniciadas: as salas e a capela foram fortalecidas em suas estruturas e ganharam novo acabamento. Ademais, houve mudanças no refeitório, na cozinha e no depósito, bem como a ampliação da ala de dormitórios, que passou a ter 84 apartamentos. Salienta-se que a obra se estendeu para além do previsto, de modo que o pátio foi concretado, um alambrado foi colocado para separar a área da Casa do Seminário Maria Imaculada, bem como sistemas de prevenção de incêndios, de entrada independente de energia elétrica e de água foram implantados. Dessa forma, a Casa foi equipada tecnologicamente a fim de melhor receber os que a buscavam para seus retiros, encontros e momentos de espiritualidade.

Retiro do Clero – 2003

O custeio dessas obras se deu pela venda de imóveis da Arquidiocese em algumas de suas cidades e pela indenização paga pela Prefeitura de Ribeirão Preto pela desapropriação da Praça Dom Agnelo Rossi. Por relatório do Dr. Tarozzo Filho, sabe-se, então, que o valor total investido na restauração da Casa Dom Luís foi US$1.048.289,00 (Livro Tombo de D. Arnaldo Ribeiro, nº 02, p. 146).

Por fim, em julho de 1997, após quatro anos, a Casa Dom Luís estava aberta e preparada para continuar a missão pela qual havia sido criada. Tal como na inauguração, em 1971, o primeiro evento que estreou essa nova fase foi o retiro do clero, no qual Dom Arnaldo Ribeiro a abençoou e consagrou o altar da capela. A partir da reinauguração, a Casa foi extensivamente usada pelo clero para encontros de formação, retiros e reuniões, sobretudo no decênio de 2000. Pregadores de fora da Arquidiocese – a maioria bispos – conheciam a estrutura e os serviços lá prestados, sempre avaliando-a positivamente.

Encontro dos Diáconos – 2008

Os resultados da formação espiritual e doutrinária da qual a Casa Dom Luís era reduto chegaram até mesmo em Roma. Durante visita ad limina, Dom Arnaldo Ribeiro esteve em audiência com o Papa João Paulo II, que “se interessou pelos Padres e pelo trabalho dos leigos” da Arquidiocese de Ribeirão Preto (Livro Tombo de D. Arnaldo Ribeiro, nº 2, p. 73). De fato, o antigo ideal se consumava e o povo arquidiocesano se encontrava preparado para sua autêntica obra como católicos no seio da sociedade.

 

Bruno Paiva Meni
Arquivo Metropolitano “Dom Manuel da Silveira D’Elboux”

9º Artigo – Série Histórica: Especial 50 anos da Casa Dom Luís
(Desde 14 de agosto de 2021, mensalmente no dia 14 de cada mês, publicamos um artigo histórico por ocasião do jubileu de ouro da Casa Dom Luís)

Veja também: