A vocação missionária

O chamado para viver uma vocação missionária exige sempre a disposição em doar a vida pelo anúncio de Jesus Cristo. Trata-se de um chamado feito a todos para testemunhar o Evangelho do Senhor Jesus Cristo onde cada vocacionado for enviado em missão.

Entregar-se à vocação missionária é, em primeiro lugar, reconhecer com amor e esperança que Cristo escolhe aquele que Ele quer enviar em missão. Essa escolha para os missionários e missionárias significa entender que do meio do povo foi chamado para estar à frente do povo para fazer da sua vida missão e serviço. Assim, não basta dizer que tem vocação missionária, tem que fazer da vocação entrega e serviço aos irmãos.

Perante ao chamado missionário, não há como esperar que a missão seja fácil, que uma caminhada missionária seja cômoda, a resposta ao chamado nos conduz a um caminho árduo, mas de muitas belezas e alegrias, que brotam do povo de Deus.

Com dois meses de ministério presbiteral, fui enviado como missionário, para estar à frente e ser serviço para o povo que Deus me confiou no Amazonas. A relação entre meu ministério e esse povo despertou alegrias e desafios, sendo eles espirituais, pastorais e culturais. E tudo isso torna-se uma grande escola de vida, onde aprendo a cada dia nas relações humanas, celebrações, visitas, encontros, formações e de forma especial no testemunho das pessoas.

Os desafios que enfrento e as bênçãos que recebi, nesse período de um ano e cinco meses de missão, são tantos, pois estou aprendendo a ser Padre aqui, na missão, nas experiências que vivo e acolho em meu ministério, na Ação Missionária Ribeirão Preto / Manaus e Itacoatiara, na Paróquia Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos, em Manaus, e colaborador da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no município do Careiro da Várzea. Um povo na sua simplicidade e a acolhida em uma terra com muitas belezas naturais. Aqui nas terras do Amazonas, muitas coisas são diferentes, o clima, a alimentação, o trânsito de Manaus, as distâncias percorridas para visitar as comunidades ribeirinhas, por mais que tenha vindo outras vezes como seminarista, mas por curtos períodos, agora estou a morar aqui, e levou um pouco de tempo para me acostumar com essa realidade. Mas fazer missão aqui é acima de tudo, evangelizar e ser evangelizado diante de um povo sedento da palavra do Senhor.

Ao olhar para a minha vocação missionária, ao dar a cada dia um passo, e na Ação Missionária Ribeirão Preto / Manaus e Itacoatiara, podemos dizer como Pedro: “Aqui estamos nós que deixamos tudo e te seguimos” (Mc 10, 28).

Padre Rodrigo Barcelos
Missionário na Ação Missionária
Ribeirão Preto/ Manaus e Itacoatiara

Veja também: