Arquidiocese de Ribeirão Preto realiza Pré-assembleia Arquidiocesana de Pastoral

Arquidiocese de Ribeirão Preto realiza Pré-assembleia Arquidiocesana de Pastoral

A Arquidiocese de Ribeirão Preto realizou, em 28 de outubro, Festa de São Simão e São Judas, Apóstolos e Mártires, a Pré-assembleia Arquidiocesana de Pastoral, nas dependências do Seminário Maria Imaculada, Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (Cearp) e Casa Dom Luís, em Brodowski. O evento reuniu cerca de 300 participantes entre padres, diáconos, seminaristas, alunos da Escola Diaconal e leigos representantes paroquiais. Em comunhão com a Igreja no Brasil e no mundo, a pré-assembleia seguiu a metodologia da Conversação Espiritual (Diálogo no Espírito), em sintonia com a caminhada sinodal. Durante o dia os participantes organizados em 21 grupos trabalharam três temas: 1) as Diretrizes da CNBB e da Arquidiocese; 2) o Sínodo dos Bispos: Relatório da Síntese Arquidiocesana do Sínodo dos Bispos (Etapa Nacional e Continental), Documento de Trabalho para a Etapa Continental, e o Instrumento de Trabalho para a Primeira Sessão; e 3) Para uma Igreja Sinodal em saída para as periferias: reflexões e propostas a partir da Primeira Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe (Celam). O arcebispo Dom Moacir Silva, participou de todo processo da pré-assembleia, inclusive estando presente em um dos grupos e presidiu a missa no encerramento da pré-assembleia.

Abertura: Somos Povo de Deus que se abre ao Espírito Santo

A reunião eclesial começou com a oração inicial na Capela Central do Seminário Maria Imaculada. A oração recordou a caminhada sinodal da Igreja Particular de Ribeirão Preto, ao rememorar as Concentrações Forâneas, o Terceiro Ano Vocacional da Igreja no Brasil, os 10 anos de ministério episcopal de Dom Moacir na Arquidiocese de Ribeirão Preto, e propôs um momento de silêncio, escuta e oração, para o início dos trabalhos reflexivos em grupos à luz do Espírito Santo como citado no texto da oração inicial: “Hoje, enquanto Igreja Particular de Ribeirão Preto, aqui nos reunimos para celebrar nossa Pré Assembleia Arquidiocesana de Pastoral. Sabemos que ao longo deste ano, construímos esse momento, especialmente por nossa participação nas concentrações forâneas realizadas no primeiro semestre, recordando também os 10 anos de pastoreio de Dom Moacir em nossa Arquidiocese. Nossos esforços e dedicação deste dia, convergem para um grande momento de oração, comunhão, partilha. Como Igreja particular, queremos escutar o que o Senhor nos diz, o que Ele espera de nós e como podemos ser seus colaboradores na instauração de seu Reino entre nós!”

Na reflexão da oração inicial, dom Moacir motivou os participantes a viverem a experiência da conversação espiritual como batizados. “Não viemos aqui com nossas ideias, muito menos com ideologias, viemos aqui para escutar o que o Espírito Santo está dizendo para a nossa Igreja Particular de Ribeirão Preto, e aqui muito nos ajuda a metodologia da conversação espiritual, que vamos vivenciar aqui hoje, e todos nós vamos estar em um grupo, e cada um deve estar no grupo como batizado, como membro do santo povo de Deus, e escutando-nos uns aos outros nós podemos escutar também o que o Espírito Santo nos diz, o que o Espírito Santo fala e atua em todas as pessoas. Por isso não há discussão, mas escuta, escutar o outro para escutar o que o Espírito está nos dizendo”, disse o arcebispo.

Mediadores e Grupos: diálogo no Espírito

A pré-assembleia seguiu a metodologia da Conversação Espiritual: uma dinâmica de discernimento na Igreja Sinodal: o diálogo no Espírito: Silêncio, Oração e Escuta. Em 21 pequenos grupos com no máximo 14 participantes, e conduzidos por um mediador, foi possível em três momentos reflexivos ouvir uns aos outros iluminados pelo Espírito para discernir a vontade de Deus. O grupo de mediadores para coordenar os grupos foi formado por padres, diáconos, seminaristas, religiosas, alunos da Escola Diaconal e leigos refletindo um pouco do rosto da Igreja Particular de Ribeirão Preto. Os participantes permaneceram o maior tempo em seus grupos, favorecendo a interação, e também a partilha e convivência entre os mesmos, inclusive o cafezinho foi servido nas salas de trabalho. Os mediadores com antecedência foram preparados para viver e aplicar a metodologia da Conversação Espiritual, e buscaram em suas salas criar um ambiente de oração, silêncio e escuta, e ao término de cada uma das reflexões produziram uma síntese identificando os pontos-chaves ou frutos surgidos no decorrer dos trabalhos em conjunto, sendo fiel ao processo para que cada pessoa se sentisse representada.

Comunidade Eclesial Missionária

Para o Padre Luís Gustavo, Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, os 21 grupos de trabalho podem ser concebidos como verdadeiras Comunidades Eclesiais Missionárias, espaço da escuta e da partilha, da comunhão e da unidade, um ambiente de acolhida e vivência da natureza missionária da Igreja. “Ao chegarmos no final da pré-assembleia podemos ter claro os objetivos de estarmos reunidos aqui. Aqui nós realizamos um ensaio daquilo que é a Igreja sinodal que nós somos chamados a viver neste tempo presente da Igreja. Aquilo que nós vivenciamos aqui a metodologia da Conversação Espiritual precisa ser agora difundido nas diversas realidades da nossa arquidiocese”, incentivou o coordenador.

Partilha Sinodal: O momento de encontro e convivência ocorreu no lanche comunitário, espaço para a interação e integração dos participantes no refeitório do Seminário. A partilha entre irmãos e irmãs é sinal da comunhão e do gesto de doação dos alimentos trazidos pelos participantes e disponibilizados em comum. A generosidade do povo de Deus é expressão do amor e da fraternidade, e transborda na abundância, e o lanche não consumido em sua totalidade, possibilitou a distribuição dos alimentos aos nossos irmãos em situação de rua na cidade de Ribeirão Preto, e aos assistidos pela Comunidade Missionária Divina Misericórdia, em Batatais.

Reestruturação eclesial

No início da missa de encerramento na Capela Central do Seminário, presidida por Dom Moacir Silva, a Chancelaria da Arquidiocese, leu o decreto do arcebispo que oficializou a criação da forania São Francisco de Assis, e informou que a Arquidiocese passa a contar com nove foranias. A revisão dos limites territoriais das foranias era um dos compromissos da 14ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, em 2015, que previa um estudo e elaboração de projeto em vista de elaboração de proposta de revisão territorial das foranias.

Gesto Concreto

Gesto Concreto: Como gesto concreto as ofertas da coleta da missa foram direcionadas para os projetos e trabalhos da Cáritas Arquidiocesana de Ribeirão Preto. A Cáritas Arquidiocesana de Ribeirão Preto reativada em 7 de fevereiro de 2021, é uma associação civil, sem fins econômicos ou lucrativos, de caráter filantrópico, beneficente de assistência social, de solidariedade social, cultural, educacional, meio ambiente, sustentabilidade, esportiva e de comunicação social.

Homilia: ‘Sois a família de Deus’

Na introdução da homilia, dom Moacir, destacou a importância de tomarmos consciência de que somos todos batizados, e isso nos leva a sermos corresponsáveis na caminhada da Igreja sinodal. “Queridos irmãos, queridas irmãs, no santo batismo, queridos irmãos e irmãs na vida consagrada, queridos irmãos no ministério ordenado, celebrando a festa dos apóstolos São Judas Tadeu e São Simão, queremos deixar a Palavra de Deus nos orientar: ‘Vós fostes integrados no edifício de Deus, sois a família de Deus’, não sei se nós já tomamos consciência dessa afirmação de São Paulo, talvez intelectualmente sim, mas na prática, no dia a dia, na missão, na pastoral, na evangelização, nós vivemos como família de Deus? Estamos vivendo a Igreja sinodal, hoje tivemos um dia especial em nossa Igreja Particular, de experiência de escuta, de experiência de família, experiência e desejo de buscar, perceber, o que o Senhor espera de nós nesta etapa de nossa história enquanto Igreja Particular. Sois a família de Deus, vale a pena a gente deixar essa afirmação penetrar o mais profundo do nosso ser, não só como uma verdade, mas como algo que nos impulsiona a vivermos de fato como família. Fazer que nosso presbitério seja de fato uma família, e nós somos essa família de Deus, nosso clero, nosso laicato, nossos consagrados e consagradas, todos nós formamos essa família de Deus”, frisou o arcebispo.

Equipe de Serviço: doação e disponibilidade

A realização da pré-assembleia contou com o apoio de uma Equipe de Trabalhos, com o objetivo de dar suporte na infraestrutura da mesma. A Equipe reuniu em sua formação os colaboradores do Centro Arquidiocesano de Pastoral; alguns membros do Secretariado Arquidiocesano de Pastoral; algumas esposas dos alunos da Escola Diaconal e dos Diáconos Permanentes; alguns integrantes da Comissão Animação Bíblico Catequética (Catequese); e voluntários paroquiais. Agradecemos a direção e secretaria do Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (Cearp); reitores e seminaristas do Seminário Maria Imaculada; e administrativo da Casa Dom Luís.

 

Veja também:

Foranias elegem os novos Vigários Forâneos

Na Casa Dom Luís, em Brodowski, no dia 30 de novembro de 2023, foi realizada a Reunião Geral do Clero. Um dos temas da pauta da reunião foi a eleição dos novos Vigários Forâneos com início do mandato em 2024.

Ordenação Presbiteral na Arquidiocese de Ribeirão Preto

Os diáconos transitórios da Arquidiocese de Ribeirão Preto: Christian Aparecido Batista Ferreira, Leonardo Oliveira Silva e João Marcos da Silva Carvalho, convidam para a concelebração eucarística, presidida por Dom Moacir Silva, Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto, na qual serão ordenados presbíteros para o serviço do Povo de Deus