Barretos sediou o primeiro encontro provincial de seminaristas

Em 7 de setembro, no Santuário Nossa Senhora do Rosário, em Barretos, aconteceu o “1º Encontro Provincial de Seminaristas”. A Província Eclesiástica de Ribeirão Preto é composta por nove dioceses, são elas: Arquidiocese de Ribeirão Preto e as dioceses de: São João da Boa Vista, Franca, Jaboticabal, São José do Rio Preto, Jales, Barretos, Catanduva e Votuporanga, organizada pastoralmente em sub-regiões: RP1 (Ribeirão Preto, Franca, São João da Boa Vista e Jaboticabal) e RP2 (São José do Rio Preto, Jales, Catanduva, Barretos, Jales e Votuporanga). O encontro reuniu 151 seminaristas, 21 formadores e 7 arce/bispos.

O encontro iniciou com a acolhida aos seminaristas da província e o café da manhã. Na continuidade a oração do santo terço, com as intenções das vocações da Igreja, uma vez que, estamos no Terceiro Ano Vocacional da Igreja no Brasil. A seguir foi apresentada a história do Servo de Deus, Padre André Bortolameotti, Servo de Jesus Sacerdote (1919-2010). Na sequência ocorreu a celebração eucarística presidida por Dom Milton Kenan Júnior, bispo de Barretos, e a presença dos demais bispos da província.

Terminada a celebração eucarística os participantes se dirigiram ao Hospital de Amor (Prevenção e Tratamento de Câncer), onde o presidente do hospital, Henrique Prata, relatou a história de sua família, da sua relação com o hospital, com a Igreja Católica, e demonstrou como o serviço e a acolhida ao próximo é capaz de transformar a vida de uma pessoa que busca oferecer aquilo que existe de melhor e mais digno do ser humano, isto é, o amor. Concluída a fala do presidente do Hospital do Amor fora servido um almoço com sorteios de brindes para os seminaristas.

A última parte do encontro conduziu os participantes a uma visita ao “Parque do Peão”, local que abriga uma das principais festas de rodeio da América Latina.
A experiência do encontro provincial foi enriquecedora, pois ao encontrar e partilhar com os seminaristas da província percebemos a real necessidade de mantermos a comunhão e unidade. Ademais, a oração pelas vocações e a partilha nestes encontros é o que faz os nossos “corações arderem” e colocam “nossos pés a caminho” a serviço do encontro e do caminhar juntos.

Seminário Maria Imaculada
Brodowski

@lancando.redes.rp

Veja também: