CMDM inaugura Casa Santa Dulce dos Pobres em Ribeirão Preto

Fundada no ano de 2003, em Batatais, e prestes a completar simbolicamente a maioridade, 18 anos, de sua fundação na Arquidiocese de Ribeirão Preto, a Comunidade Missionária Divina Misericórdia (CMDM), iniciou em 05 de abril, seus trabalhos na cidade de Ribeirão Preto, na Vila Brasil, com a inauguração do Centro de Acolhimento – Casa Santa Dulce dos Pobres.

Há muitos anos por diversas ocasiões em reuniões ou conversas particulares o arcebispo Dom Moacir Silva sempre deixou claro sua preocupação com as pessoas em situação de rua no município de Ribeirão Preto. Foram muitas as tratativas desde um encontro com diversos segmentos públicos, privados e diversas denominações religiosas que trabalham com este público, reuniões na Câmara municipal, na Secretaria de Assistência, etc. Pela graça e misericórdia de Deus, após tantos anos, quis o Senhor que no epicentro da maior crise mundial de saúde, quando estes irmãos se tornam muito mais vulneráveis, pudéssemos oferecer a eles um pouco do que Jesus pede no Evangelho de são Mateus 25, ou seja, o rosto misericordioso de uma Igreja disposta a servir Jesus nos pobres.

Casa Santa Dulce dos Pobres

Na manhã de 05 de abril, o arcebispo Dom Moacir Silva presidiu a celebração e abençoou a sede do novo trabalho iniciado pela comunidade, extensiva também aos colaboradores e missionários da CMDM, que junto com os irmãos de rua darão vida a este sonho de Deus em Ribeirão Preto. A celebração e cerimônia de inauguração contou com a presença das seguintes autoridades civis e eclesiásticas: Renata Corrêa Gregoldo, Secretária Municipal de Assistência Social; Renato Zucoloto, vereador; Telma Sanchez Vendrúsculo, Diretora do Departamento de Proteção Social; Laura Aguiar, gestora da parceria; Dorival Luiz Balbino de Souza, presidente da ACIRP; Padre Severino Germano, Assistente Eclesiástico da CMDM; Diácono Antônio Franzé; Diácono Irmão Francisco Alves Ferreira Neto, fundador e presidente da CMDM; e Irmão Marco Antonio Mazzaron Betarello, Coordenador da Centro de Acolhimento – Casa Santa Dulce dos Pobres.

A parceria entre a Associação Comunidade Missionária Divina Misericórdia e a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, por intermédio Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), deu origem ao Centro de Acolhimento – Casa Santa Dulce dos Pobres, serviço este destinado a acolher e ofertar moradia temporária para até cinquenta irmãos que utilizam as ruas e vias públicas da cidade como espaço de moradia. O Centro de Acolhimento – Casa Santa Dulce dos Pobres fica na Rua Casa Branca, 1655, Vila Brasil, e aqueles que desejarem visitar e colaborar com a obra serão bem-vindos.

A Comunidade Missionária Divina Misericórdia já realiza este trabalho há quase dezoito anos, estando presente em outras três cidades do Estado de São Paulo: Batatais, onde nasceu o projeto direto do Coração Misericordioso de Jesus; em São Carlos e Marilia, em parceria com a Missão Louvor e Glória, e para esse ano, ao completar a maioridade (18 anos), Deus reservou esse presente, de assumirmos a missão na cidade mãe de nossa Arquidiocese.

Além das parcerias com o poder público a comunidade conta com a doação e colaboração de voluntários para manter as obras sociais de misericórdia, priorizando sempre o respeito e amor ao próximo e a busca do restabelecimento da dignidade de cada irmão que acolhemos.

Estatuto Canônico

O final da quaresma e início do tempo pascal da Comunidade Missionária Divina Misericórdia não poderia ter sido melhor; pois foram muitas as bênçãos que Deus derramou sobre a comunidade. Em destaque, além da inauguração da Casa Santa Dulce dos Pobres, em Ribeirão Preto; no dia 25 de março expirou o prazo de reconhecimento canônico provisório da CMDM, que vigorava desde o dia 25 de março de 2015, com validade de seis anos para período de experiência, e pela graça de Deus e o beneplácito de Dom Moacir Silva, obtivemos mediante Decreto de 25/03/2021 o reconhecimento canônico definitivo trazendo em seu teor: “… considerando o disposto nos cânones 215, 298 §1, 299, 304 §1, 305 e 322 do Código de Direito Canônico, e considerando o disposto no artigo 1º. da carta Apostólica sob a forma de Motu Próprio “Intima Ecclesiae Natura”, de Bento XVI, tendo transcorrido o período de experiência de seis anos, conforme o Decreto Nº. 03/2015, reconheço e aprovo o Estatuto Canônico da Comunidade Missionária Divina Misericórdia, que é uma Associação Privada de Fiéis (cf. cânones 321-326 do Código de Direito Canônico), formada por pessoas consagradas a Deus como sinais de seu amor e misericórdia no mundo, segundo o próprio estado de vida, pela vivência dos conselhos evangélicos (castidade, pobreza e obediência), da oração e da caridade fraterna, na forma de vida e de aliança.

Contato

E-mail: [email protected]
(16) 3662-5598
https://cmisericordia.com.br/
@casasantadulcedospobresrp

Colaboração: Diácono Irmão Francisco e Irmão Marco

 

Veja também:

V Romaria Arquidiocesana ao Santuário Nacional de Aparecida

A Arquidiocese de Ribeirão Preto realiza a V Romaria Arquidiocesana ao Santuário Nacional de Aparecida, no dia 25 de setembro (sábado). A missa no altar central do Santuário será presidida pelo Arcebispo Dom Moacir Silva, às 9h (da manhã).