Comissão Nacional de Animação planeja o processo de escuta, no Brasil, da Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe

Representantes do Conselho Episcopal Latino Americano (Celam ) realizaram duas reuniões entre quarta e quinta-feira, 21 e 22 de abril, com a Comissão Nacional de Animação para traçar os passos sobre o processo de escuta da Igreja no Brasil em preparação à Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe.

O objetivo das reuniões, de acordo com o subsecretário de Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Marcus Barbosa foi estabelecer os passos para a participação como Igreja no Brasil no processo de construção da Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe. Segundo o subsecretário adjunto de pastoral da CNBB, a Comissão Nacional de Animação tem a missão de animar o envolvimento das comunidades e dioceses, pastorais, organismos e comissões da CNBB num processo de Escuta ao Povo de Deus que caminha no Brasil.

A Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe tem como lema “Somos todos discípulos missionários em saída”. Ela será realizada de 21 a 28 de novembro de 2021, presencialmente no Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe, na Cidade do México, e de forma remota em outros lugares da América Latina e do Caribe.

O assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, padre Tiago Sibula destacou que um dos desafios para um processo de escuta em um país de dimensões continentais como o Brasil é fazê-lo chegar, de fato, às bases da comunidades brasileiras.

“Nestas estão nosso povo, objetivo último da Assembleia Eclesial. Desejamos que cada pessoa, em sua localidade, com seus sonhos e esperanças, luzes e sombras, possa compreender, envolver-se e responder ao desejo do Santo Padre, de ser uma assembleia capaz de escutar todas as vozes”, disse.

Outro desafio apontado pelo padre Tiago será o da sistematização do material gerado pela escuta. “Como o processo de escuta pode ser realizado de modo comunitário, temático ou pessoal, iremos fazer uso das estruturas já existentes para responder e corresponder às expectativas desta assembleia”, disse.

Calendário de mobilização e escuta:

04/05 – Reunião da Comissão de Animação para alinhamentos e definição da metodologia e do caminho a ser percorrido, às 15h30
06/05 – Live de lançamento e apresentação do material organizado para o Brasil, às 17h
11/05 – Reunião ampliada com lideranças da pastorais, comissões e regionais, às 19h30
16/05 – Ampla divulgação nas mídias por meio da celebração do 55º Dia Mundial das Comunicações Sociais

Uma Igreja sinodal e em rede

O bispo de Londrina (PR), e presidente do Regional Sul 2 da CNBB, dom Geremias Steinmetz reforça que a Igreja no Brasil sempre teve uma forte presença, envolvimento e participação nos processos da Igreja na América Latina.

Para ele será importante garantir, no processo de escuta, uma leitura em chave sinodal para favorecer a participação eclesial, as responsabilidades compartilhadas, o diálogo permanente e a colegialidade com as conferências episcopais.

“É muito importante que a Igreja, também no Celam, consiga trabalhar a colegialidade e garanta um apelo pastoral muito forte rumo à conversão integral e à uma voz profética porque a Igreja tem que continuar cumprindo o chamado a ser profeta no mundo de hoje”, disse.

Ele aponta ainda que é importante garantir a articulação de redes de redes (redes de comunidade, dioceses e paróquias e rede das conferências episcopais) capazes de acolher e impulsionar a descentralização e o espírito de pertença. “Para a Igreja na América Latina, conforme indicado pelo Papa quando perguntado sobre a necessidade de realizar uma Assembleia na América Latina, temos que continuar trabalhando muito o espírito de pertença e a descentralização para que, de fato, tudo possa chegar a todos”, apontou.

“Visto que o tempo é um pouco curto, nós já estamos trabalhando com as comissões, regionais e organismos da CNBB e do povo de Deus no Brasil para que a gente consiga atingir mais pessoas e estas possam dar a sua contribuição para que a Assembleia Eclesial proposta pelo Santo Padre, acolhida pelo Celam, possa produzir bons frutos, no discipulado do nosso povo e para que a Igreja seja servidora do Reino”, disse.

Comissão Nacional de Animação:

Dom Joel Portella Amado, secretário-geral da CNBB
Dom Geremias Steinmetz, presidente do Sul 2 e arcebispo de Londrina (PR)
Padre Marcus Barbosa Guimarães, subsecretário de pastoral da CNBB
Padre Patriky Samuel Batista, secretário executivo do setor Campanhas da CNBB
Diácono Francisco Salvador Pontes Filho, presidente da Comissão Nacional dos Diáconos
Irmã Maria José, representante da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)
Irmã Valéria Andrade Leal, assessora nacional da Comissão para a Juventude
Padre Daniel Luz Rocchetti, assessor da Comissão Nacional para a Animação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB
Laudelino Augusto dos Santos Azevedo, assessor da Comissão Nacional do Laicato da CNBB
Sônia Gomes de Oliveira, presidente da Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB)
Verônica Michelle Gonçalves, representante da Pastoral da Juventude (PI)
Vinícius de Matos Brandão Raposo, representante do Movimento Cursilho de Cristandade (MG)
Padre Tiago Sibula, assessor da Comissão para a Comunicação da CNBB

Saiba mais sobre a Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe:

https://www.cnbb.org.br/celam-abre-processo-de-escuta-para-assembleia-eclesial-da-america-latina-e-do-caribe/

 

https://asambleaeclesial.lat/

 

Fonte: https://www.cnbb.org.br/comissao-nacional-de-animacao-planeja-a-escuta-no-brasil-da-assembleia-eclesial-da-america-latina-e-caribe/

Veja também:

V Romaria Arquidiocesana ao Santuário Nacional de Aparecida

A Arquidiocese de Ribeirão Preto realiza a V Romaria Arquidiocesana ao Santuário Nacional de Aparecida, no dia 25 de setembro (sábado). A missa no altar central do Santuário será presidida pelo Arcebispo Dom Moacir Silva, às 9h (da manhã).