É tempo de cuidar da evangelização

Neste mês de novembro, reproduzo neste espaço, alguns pontos do texto-base da Campanha da Evangelização 2020. As diversas coletas e campanhas promovidas pela Igreja no Brasil são momentos de forte sensibilização e mobilização dos fiéis. Ocasião em que a Igreja chama atenção para a vivência da caridade no horizonte da fé cristã. São sinais de corresponsabilidade que manifestam o senso de pertença à comunidade ao mesmo tempo em que oferece os meios necessários para o alívio do sofrimento dos mais pobres.

Em 2020, o modo de realização das coletas, foram impactados pela pandemia da covid-19. O mundo mudou, mas nossa missão continua, agora, mais necessária do que nunca. As perspectivas para os próximos meses e anos não são animadoras: aumento da fome, da miséria, do desemprego e de tantas outras situações diante das quais não podemos agir com indiferença e omissão.

Por esta razão a Coleta da Solidariedade e também a Coleta para a Evangelização serão realizadas de modo diferente esse ano. Conscientes do momento difícil que vivemos em nossas comunidades, paróquias e dioceses, somos chamados a colaborar motivados pela generosidade de Cristo.

É tempo de cuidar da Evangelização! Eis o tema da Campanha para a Evangelização deste ano que será realizada em conjunto com a Coleta da Solidariedade. Motivados pelo lema: “Conheceis a generosidade de Cristo” (2 Cor 8,9) queremos renovar nossa corresponsabilidade na ação evangelizadora que também necessita de recursos. Como Igreja, somos comunidade que cuida dos pobres; uma comunidade que cuida do anúncio da Palavra; uma comunidade que cuida da vida!

Mesmo tendo diante dos olhos tanta dor e tristeza, mesmo diante de todo cenário que despontou com a pandemia de 2020, somos chamados a revelar a força do amor de Deus que também se expressa por meio da solidariedade e da comunhão efetiva com aqueles que sofrem. É tempo de anunciar o amor de Cristo revelando a cada pessoa o cuidadoso amor de Deus. Por esta razão, contamos com a ajuda de todos para que, em 2020, possamos transformar a coleta da solidariedade e a coleta para a evangelização numa única e grande coleta: a coleta do bem! Para esta coleta não haverá envelope específico.

A Coleta do Bem a ser realizada durante a solenidade de Cristo Rei (21 e 22 de novembro) será o grande gesto concreto da Campanha “É tempo de cuidar da Evangelização” que tem como objetivo mobilizar a comunidade, os homens e mulheres de boa vontade, a redescobrir a generosidade do amor de Cristo e revelá-la ao mundo por meio desse gesto concreto. Com esses recursos, a Igreja continuará apoiando diversas iniciativas em favor da vida e da evangelização. Iniciativas que dão origem a belos processos de solidariedade, aliviam sofrimentos e cuidam da vida em plenitude. É solidário o coração que ama. É solidário o coração que traz em si os mesmos sentimentos de Cristo. Generoso e solidário é o coração de quem não se cansa de fazer o bem.

Oração para a Campanha da Evangelização 2020

Bendito sois, Deus da vida, auxílio dos pobres e vulneráveis, amparo daqueles que esperam em vós. Ajudai-nos a testemunhar a alegria da evangelização, em meio aos desafios do tempo presente. Batizados e enviados para anunciar a Palavra, cuidar da vida e evangelizar os pobres, vivendo em comunidades eclesiais missionárias, queremos renovar nossa responsabilidade com a missão da Igreja. Renovai nossa esperança, fortalecei nosso chamado, enviai-nos em missão. Por Jesus Cristo, na força do Espírito Santo. Amém.

Vivamos intensamente a Campanha da Evangelização e a Coleta do Bem.

Dom Moacir Silva
Arcebispo Metropolitano

Boletim Igreja-Hoje – Novembro/2020

Veja também:

Jornada Arquidiocesana da Juventude lança hino e clipe oficial

O Setor Juventude apresentou no domingo, 20 de junho, o Hino oficial da Jornada Arquidiocesana da Juventude (JAJ) 2021. Com o título: “A morte nunca triunfou” o hino tem letra e música dos seminaristas João Vítor e Leonardo Silva e expressa no refrão o tema da JAJ: “Levanta-te, jovem! Vem proclamar a Esperança que o mundo precisa. Levanta-te! Porque Cristo, o Senhor está vivo A morte nunca triunfou!”