Ecônomos da sub-região RP-1 participam de seminário nacional promovido pela CNBB

Ecônomos da sub-região RP-1 participam de seminário nacional promovido pela CNBB

Com o tema: ““A gestão no Magistério da Igreja: o ofício do ecônomo na construção de uma Igreja credível e sustentável”, de 14 a 16 de maio, a Casa dom Luciano em Brasília (DF), acolheu 230 ecônomos e profissionais que auxiliam os bispos na gestão eclesial de Igrejas particulares a partir das orientações do Código do Direito Canônico e legislações Tributária e Contábil, para o “Seminário para Ecônomos de (arqui) dioceses”, promovido pelo Conselho de Gestão da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

As quatro dioceses que formam a sub-região RP-1 estiveram presentes com os seguintes representantes: padre Pedro Luís Schiavinato, ecônomo da Arquidiocese de Ribeirão Preto; da diocese de São João da Boa Vista, o ecônomo padre Paulo Sérgio de Souza (Paulinho), e o moderador da Cúria, padre Anderson Godoi de Oliveira, mps; o padre Valdomiro José de Souza, ecônomo da Diocese de Franca; e da diocese de Jaboticabal, o ecônomo padre José Antonio Donizeti Munhoz, e o moderador da Cúria, padre Rodrigo Antônio Biso.

Seminário para Ecônomos de Arqui/Dioceses | Paulo Augusto Cruz – Ascom CNBB

Temas e reflexões

Ao todo foram 13 conferências ao longo dos 3 dias, além de painéis de discussões ou diálogo com os conferencistas, e trataram dos seguintes temas:

1º dia: “Transparência no economato à luz das iniciativas do Papa Francisco”, com Dom Giambatistta Diquattro, núncio apostólico do Brasil; “Gestão de Crise: navegando nos desafios e descobrindo oportunidades” com Gerson Camarotti, jornalista da Globo; “Orientações fiscais para organizações religiosas”, abordada pelos assessores: Andrea Chaves, Subsecretária de Fiscalização e Wolney Cruz, Coordenador Geral de estudos e projetos estratégicos da secretaria Especial da Receita Federal; “Tornando a contabilidade uma ferramenta vital na gestão” auxiliada por Ian Blois, Membro do Conselho Nacional de Contabilidade; e “Temas jurídicos para a gestão do economato”, orientada por Dr. Hugo José Sarubbi Cysneiros, assessor jurídico da CNBB.

2º dia: “A questão patrimonial: mitigando riscos e prevenindo problemas na gestão de obras”, conduzida por padre Vanderlei Bock, Ecônomo da Arquidiocese de Porto Alegre; “Governança na Cúria e nos organismos vinculados”, dirigida pelo Prof Paulo Gontijo, Diretor de Finanças e Controladoria na SMC – Arquidiocese de Belo Horizonte; “Economia de Francisco e Clara”, no formato On-line e ministrada por Augusto Luís Pinheiro Martins; “Comunicação efetiva na gestão de investimentos pastorais: estratégias para uma abordagem econômica e sustentável”, orientada por padre Arnaldo Rodrigues, Assessor de Comunicação da CNBB; “A missão do ecônomo no Magistério do Papa Francisco” assessorada por Dom Edson Oriolo, bispo de Leopoldina (MG); “Tornando a contabilidade uma ferramenta vital na gestão”; e “Transparência: a importância da auditoria externa”, discorrida por Arnaldo Oliveira – sócio fundador da DCA auditores;

3º dia: “Mitigando riscos trabalhistas nas dioceses e paróquias”, guiada por Dra Vera Costa, assessora jurídica da CNBB; “Gestão eclesial sustentável: o ecônomo e o imperativo canônico dos orçamentos”, direcionada por Dom Edson Oriolo, bispo de Leopoldina (MG); “Gestão eclesial: case CNBB” apresentado por Monsenhor Nereudo e José Luna, Conselho de Gestão da CNBB.

Leia também:

Seminário em Brasília reúne 230 ecônomos e profissionais que atuam na gestão eclesial em dioceses brasileiras

Para ecônomos do brasil, núncio apostólico afirma que transparência na gestão é parte da identidade da igreja

 

Veja também:

Comunicado Oficial dos Atos do Governo Arquidiocesano: 11.06.2024

A Chancelaria da Arquidiocese de Ribeirão Preto torna pública as determinações de Dom Moacir Silva, Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto, em 11 de junho de 2024: Instalação da Paróquia São José, em Serrana, e Posse Canônica do Primeiro Pároco

A Adoração Eucarística

Estamos avançando no Ano da Oração em preparação ao Jubileu 2025. Neste mês queremos olhar mais de perto a Adoração Eucarística. Estar na Presença do Senhor!