Jornada de Oração e Missão pela Paz deste 1º de outubro será dedicado ao mês missionário

Para celebrar o mês das missões realizado pela Igreja no Brasil durante o mês de outubro, a Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que sofre (ACN) promovem, no sábado, dia 1º de outubro, a Jornada de Oração e Missão pela Paz dedicada ao Mês Missionário.

O tema proposto para a Campanha Missionária deste ano é “A Igreja é missão” e a inspiração bíblica “Sereis minhas testemunhas” (At 1,8). De acordo com as Pontifícias Obras Missionárias, as celebrações de 2022 são animadas pelo Ano Jubilar Missionário e o tema e o lema escolhidos concluem o caminho de três anos nos quais foi destacada a natureza missionária da Igreja, que não se reduz a uma dimensão ou em atividades.

De acordo com o vídeo preparado pela comissão, “nesta Jornada de Oração e Missão, recordamos os desafios que populações inteiras estão sofrendo com as ondas de calor e os períodos de seca. A água, vital para qualquer ser vivo, está faltando em diversas regiões do planeta: França, Itália, China, Madagascar, Chade, Burkina Fasso, Mali, Estados Unidos… e até o pantanal brasileiro”.

Ainda segundo o vídeo, “sempre, no penúltimo domingo deste mês acontece em todas as igrejas do mundo, uma coleta em vista das missões. Por meio desta coleta pontifícia, todos nós ajudamos na manutenção de 1050 dioceses mais necessitadas, em diversas partes do mundo”.

A bem-aventurada Pauline Marie Jaricot, nascida em Lyon em 22 de julho de 1799 fundou a obra da Propagação da Fé em 3 de maio de 1822, dando origem às Pontifícias Obras Missionárias (POM) como rede mundial de oração e solidariedade a serviço do Papa e das Igrejas locais. Desde os primeiros anos da obra, o desejo era claro: apoiar todos os missionários necessitados de ajuda espiritual e material.

Jornada de Oração e Missão pela Paz

As jornadas são um convite para contribuir, especialmente, com a oração que é uma das formas mais significativas de colaborar com o trabalho missionário. De acordo com a comissão, a Jornada de Oração e Missão pela Paz faz parte de uma série que coloca o valor da oração como “agir missionário” e propõe que cada cristão católico dedique um tempo do dia para rezar por determinado país ou causa.

“Muitas vezes nós pensamos que nossa vida cristã se resume aos nossos afazeres, as nossas necessidades particulares e muitas vezes por causa dessa situação bem próxima de nós rezamos pelas nossas intenções, rezamos pelas nossas dificuldades, pelos problemas das nossas famílias, pelos nossos problemas. E é justo que seja assim, é correto que seja. No entanto, descobrimos com a vida dos santos, de forma especial, a de Santa Teresinha do Menino Jesus, que temos condições de fazer com que a nossa oração nos leve aonde nossos passos, nossos pés não podem ir. Rezando nos tornamos missionários.

Quando a gente reza por intenções, por situações que estão distantes de nós, nós intercedemos por aquelas pessoas, por aquelas situações e nos tornamos também missionários, pois a oração é uma forma de missão”, afirma o assessor da Comissão, padre Daniel.

Fonte: CNBB

Veja também:

Escala Diaconado Permanente – Exéquias – Mês de NOVEMBRO 2022

A Associação dos Diáconos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (ADPARP) divulga a Escala de Exéquias (Celebração Exequial nos Velórios) para o mês de NOVEMBRO de 2022 (final de semana e segunda-feira) para atendimento nos velórios de Ribeirão Preto.