Jubileu 2025 espera 250 mil peregrinos brasileiros em Roma, afirma dom Rino Fisichella 

Jubileu 2025 espera 250 mil peregrinos brasileiros em Roma, afirma dom Rino Fisichella 

O segundo dia do Encontro Nacional “Preparando o Jubileu 2025”, que acontece na Casa Dom Luciano em Brasília, foi a oportunidade para os participantes vindos das mais diversas realidades do Brasil conhecerem o detalhamento do Jubileu.

De acordo com o pró-prefeito do Dicastério para a Evangelização, dom Rino Fisichella, são esperados 32 milhões de peregrinos a Roma durante o ano jubilar e, deste, serão aproximadamente 250 mil peregrinos brasileiros. A projeção foi feita pela Faculdade de Sociologia de Roma.

Redescobrir a beleza do Concílio

Dom Fisichella, sentindo-se muito em casa e falando em português, compartilhou o itinerário realizado até agora, desde a carta que o Papa Francisco dirigiu em 11 de fevereiro de 2022, para encarregá-lo da organização do Jubileu. No primeiro ano preparatório, o Papa Francisco desejou fazer memória do Concílio Vaticano II, centrando-se nas suas quatro constituições principais.

“Foi uma forma de manter vivo o ensinamento conciliar sobre o primado da Palavra de Deus (Dei Verbum), a Igreja em sua obra de evangelização (Lumen Gentium), a Liturgia como expressão da fé orante do Povo de Deus (Sacrosanctum Concilium) e a relação entre Igreja e mundo, cada vez mais diferente, na medida em que os tempos mudam (Gaudium et Spes). Fomos chamados a descobrir quanta beleza está escondida no Concílio.”

O representante do Vaticano endossou o reconhecimento da Igreja no Brasil, por meio das Edições CNBB, na tradução e difusão dos cadernos preparados para revisitar o Concílio.

Escola de oração

“Ensina-nos a orar” é o lema escolhido para este ano da oração, porque, segundo o representante do Vaticano, precisamos fazer nosso o pedido dos discípulos a Jesus. O ano da oração, aberto pelo Papa Francisco em 21 de janeiro, não pretende ser obstáculo, nem mesmo substituir as iniciativas das igrejas locais.

Dom Fisichella ressaltou que, para este ano, já foram preparados oito manuais que contemplam a oração a partir dos salmos, a oração de Jesus, a oração em comunidade, dentre outras. Uma das principais iniciativas, que será divulgada em breve, é uma escola de oração, envolvendo diretamente o Papa Francisco em alguns momentos significativos para expressar o valor das várias formas de oração em diferentes contextos pastorais.

“A escola de oração consiste em compreender os passos necessários da oração, por exemplo, introduzindo a oração de Ação de Graças, a oração de invocação, a oração de consolação, a oração litúrgica, a oração pessoal e comunitária. Em suma, esta escola de oração torna-se uma oportunidade para dar força e apoio às diferentes expressões de nossa oração.”

Dom Fisichella ressaltou que é preciso entender que não podemos recorrer ao Senhor apenas para pedir, mas antes de tudo para agradecer. “Estão preparando uma ajuda para indicar a oração na comunidade, na família, com os jovens, na catequese, nos santuários, oração pelos sacerdotes. Este ano pode tornar-se um verdadeiro oásis de refrigério em uma busca pela espiritualidade necessária”, ressaltou.

O pró-prefeito também ressaltou que está convencido de que todos rezam. “Basta um sinal da cruz, que é a síntese da nossa fé, é o bastante. A oração não deve ser revestida de investigações sociológicas.”

No contexto do jubileu, em 2025 serão celebrados os 1700 anos do primeiro Concílio de Niceia, que ajuda a todos os cristãos a redescobrir a unidade da sua fé. “A profissão de fé cristológica que recitamos todos os domingos na Sagrada Eucaristia foi produzida pela primeira vez em Niceia.

Mais de 35 eventos na Cidade Eterna para celebrar o Jubileu

Na última parte da exposição matinal, dom Fisichella relatou como está organizada a equipe de coordenação do Jubileu, com suas respectivas comissões, e o diálogo com as quatro basílicas de Roma.

O site do jubileu, com tradução em 10 idiomas, incluindo o português, contém a programação detalhada e as orientações para os peregrinos. Serão mais de 35 eventos durante o ano jubilar, envolvendo a diversidade do povo de Deus com suas peregrinações específicas.

Dom Fisichella destacou que além das atividades religiosas, a programação contempla “um encontro com a cidade de Roma, com momentos em praças e espaços públicos. É uma ação de evangelização na cidade, eventos puramente culturais, para os peregrinos e turistas de Roma.

Outros detalhes ressaltados pelo pró-prefeito foram o processo de criação do logotipo, que contou com 294 propostas vindas de 48 países diferentes. Da mesma forma foi realizado o concurso para musicar o hino, que já está traduzido em português, e pode ser cantado livremente por todo o povo de Deus, motivou dom Fisichella. Os participantes aprenderam o hino com o assessor do Setor Música Litúrgica da Conferência, padre Jair Oliveira Costa.

Fotos: Osnilda Lima / CNBB

Com colaboração de Marcus Tullius | Pascom Brasil
Equipe de Comunicação do Encontro “Preparando o Jubileu 2025”

Veja também: