Organizações do Rio Grande do Sul realizam campanha de enfrentamento à maior catástrofe socioambiental já ocorrida no estado

Organizações do Rio Grande do Sul realizam campanha de enfrentamento à maior catástrofe socioambiental já ocorrida no estado

Neste momento crítico, em que o Rio Grande do Sul enfrenta mais uma tragédia socioambiental, considerada a maior catástrofe já registrada no estado, ultrapassando os eventos trágicos de 2023, as necessidades das pessoas afetadas são diversas e urgentes. O número de mortos e desaparecidos ainda não é definitivo, com milhares de pessoas desabrigadas e famílias perdendo seus pertences tanto em áreas urbanas quanto rurais. A previsão de mais chuvas aumenta a preocupação com a situação.

De forma a apoiar as pessoas atingidas pela emergência climática, a Cáritas Brasileira está integrando a Campanha Missão Sementes de Solidariedade: Emergência, por meio do escritório regional no Rio Grande do Sul, juntamente com diversas outras entidades, e necessita da ajuda de todos os irmãos e irmãs para somar aos ensinamentos do Papa Francisco, de uma solidariedade guiada pela fé que nos permite traduzir o amor de Deus em nossa cultura globalizada, tecendo comunidades e apoiando processos de crescimento verdadeiramente humanos e sólidos. Referenciados pela encíclica Laudato Si, somos chamados ao cuidado com o meio ambiente e com todas as pessoas.

As organizações envolvidas na Missão Sementes de Solidariedade: Emergência estão mobilizando recursos para fornecer itens essenciais às comunidades afetadas. Para além das dificuldades logísticas, os voluntários e voluntárias que se mobilizam para prestar assistência também enfrentam obstáculos. Muitos desses, inclusive, encontram-se entre as pessoas desabrigadas. As condições adversas das cidades, a escassez de recursos e a exaustão física e emocional são desafios enfrentados, juntamente com os perigos dos frequentes roubos e insegurança vividos.

Segundo a agente da Cáritas Regional Rio Grande do Sul e moradora de Canoas, Roseli Dias, as famílias desabrigadas em decorrência das inundações necessitam de itens básicos como água potável, álcool, purificadores de água, pilhas, lanternas, comida para animais de estimação e roupas adequadas para o frio que são essenciais para garantir a sobrevivência e o bem-estar da população atingida. Além de itens de higiene pessoal, com destaque para absorventes, enxaguante bucal, fraldas geriátricas e lenços umedecidos. Veja uma lista completa de cuidados e itens que pode orientar campanhas locais.

“Para aqueles dispostos a ajudar, pedimos que façam doações de itens que sejam realmente úteis e estejam em boas condições. Estamos precisando de doações de roupas prontas para uso imediato, limpas e sem rasgos, especialmente roupas de frio, devido às baixas temperaturas. Também são bem-vindos calçados em bom estado, como tênis, sapatilhas e chinelos, evitando aqueles voltados para eventos festivos, os quais temos recebido em excesso, mas não atendem às necessidades atuais. Além disso, pedimos doações de roupas íntimas novas, como calcinhas, sutiãs, cuecas e meias, tanto para crianças quanto para adultos, e toalhas e roupas de cama em bom estado. Para agilizar o processo de distribuição, pedimos que as doações sejam enviadas separadas, indicando claramente quais são as peças infantis, as adultas, assim como calças e blusas. Isso nos ajudará a atender mais rapidamente às necessidades daqueles que mais precisam”, explica Roseli Dias.

A prioridade é fornecer assistência imediata para salvar vidas, seguida pela reconstrução das áreas afetadas, e a contribuição de todos e todas é essencial para apoiar as comunidades e o processo de recuperação das vidas afetadas.

COMO AJUDAR COM DOAÇÕES EM DINHEIRO?

Doações de qualquer valor podem ser destinadas à conta da Cáritas Brasileira através do PIX 33654419.0010-07 (CNPJ) ou por depósito bancário para: Conta Corrente: 55.450-2 / Agência 1248-3 (Banco do Brasil). Os recursos e a mobilização estão sendo diretamente administrados pelo nosso escritório regional no Rio Grande do Sul.

Para evitar fraudes e garantir que as doações cheguem efetivamente às mãos daqueles que mais precisam, é importante atenção a possíveis golpes. Por isso, orientamos verificar cuidadosamente as informações antes de fazer doações, conferindo se o nome da CÁRITAS BRASILEIRA aparece na tela de confirmação ao iniciar a transferência PIX.

LOCAIS PARA DOAÇÕES PRESENCIAIS

Para as doações de materiais, de maneira presencial, destacamos algumas iniciativas importantes, como o transporte gratuito pelos Correios, que estão recebendo itens em agências nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Distrito Federal e Rio de Janeiro, onde serão encaminhados para as áreas afetadas no Rio Grande do Sul.

A operadora de aeroportos Aena no Brasil também está recolhendo doações em cada um dos 17 aeroportos administrados por ela. O material será transportado gratuitamente pelas companhias aéreas e pela FAB. Pode doar: água potável, produtos de higiene, alimentos não perecíveis e roupas. Mas não é possível transportar: óleo de cozinha, produtos corrosivos e/ou inflamáveis.

COMBATE ÀS INFORMAÇÕES FALSAS

É muito importante ter o máximo de cuidado com informações falsas durante essa situação, pois um dado equivocado pode levar pessoas já fragilizadas ao risco. Recomendamos que as informações sejam pesquisadas antes de tomar qualquer decisão, principalmente a que envolver locomoção nos locais atingidos. Duas fontes de informação com equipes profissionais de verificação de conteúdo são a Agência Lupa e o Fato ou Fake.

ROTAS ALTERNATIVAS

Caso seja muito necessário se movimentar por estradas neste momento, de acordo com informações disponibilizadas pelo Portal Terra, o Comando Rodoviário da Brigada Militar do RS lançou uma plataforma de rotas alternativas que pode ajudar motoristas na busca por trajetos diferentes dos usuais. Funciona através do endereço https://crbm.bm.rs.gov.br/. Também há um telefone disponível com atendimento 24h: 3339-6799.

Outra alternativa é o aplicativo Waze, que está disponível nas plataformas mais usadas nos smartphones. A Polícia Rodoviária Federal organizou uma parceria para distribuir informações para a base de dados do app. O Waze, no entanto, não foi desenvolvido para indicar rotas para veículos com cargas.

Recomendamos, no entanto, observar sempre os alertas da Defesa Civil, e evitar situações de risco!

VAMOS JUNTOS E JUNTAS PLANTAR SEMENTES DE SOLIDARIEDADE

As organizações que compõem a “Missão Sementes de Solidariedade: Emergência” permaneceram congregadas e ativas no pós-desastre de 2023 e estão novamente mobilizando recursos, voluntários e ações em socorro à população que foi, está ou ainda vai ser atingida.

Neste momento desafiador, a união de esforços e a solidariedade são caminhos concretos para enfrentarmos essa crise. Cada doação, cada gesto de apoio, representa uma luz de esperança para aqueles que perderam tudo. Que possamos continuar a estender nossas mãos e fortalecer nossos corações para ajudar a reconstruir não apenas casas, mas também sonhos e esperanças. Juntos e juntas, podemos superar as dificuldades rumo a uma sociedade do Bem Viver.

Confira também essa entrevista concedida por Roseli Dias, da equipe da Cáritas Brasileira Regional Rio Grande do Sul, à TV Aparecida:

 

Fonte: Cáritas Brasileira

Veja também:

Comunicado Oficial dos Atos do Governo Arquidiocesano: 11.06.2024

A Chancelaria da Arquidiocese de Ribeirão Preto torna pública as determinações de Dom Moacir Silva, Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto, em 11 de junho de 2024: Instalação da Paróquia São José, em Serrana, e Posse Canônica do Primeiro Pároco

A Adoração Eucarística

Estamos avançando no Ano da Oração em preparação ao Jubileu 2025. Neste mês queremos olhar mais de perto a Adoração Eucarística. Estar na Presença do Senhor!