Padre da arquidiocese participa do III Congresso Internacional de Catequistas em Roma

Com o tema: “O Catequista, testemunha da Vida Nova em Cristo”, mais de 1,4 mil catequistas de 82 países, dos 5 continentes, participaram do III Congresso Internacional de Catequistas, em Roma, de 8 a 11 de setembro, uma iniciativa do Dicastério para a Nova Evangelização do Vaticano. O evento começou na quinta-feira (08/09) com o objetivo de analisar a “vocação do catequista” a partir do ministério do catequista, instituído oficialmente em 10 de maio de 2021, através do Motu proprio Antiquum ministerium, do Papa Francisco. O padre Marcelo Luiz Machado, Assessor da Comissão Animação Bíblico-Catequética, na Arquidiocese de Ribeirão Preto e no Regional Sul 1 da CNBB, participou pela segunda vez do congresso internacional.

Padre Marcelo comentou que os encontros têm seguido a linha da continuidade num aprofundamento dos temas fundamentais para a evangelização. “Há visivelmente um trabalho de continuidade nos Congressos Internacionais deste terceiro milênio. Dom Rino Fisichella tem incentivado muito os catequistas a revisitar o Catecismo da Igreja Católica, na comemoração dos 30 anos de sua publicação, por São João Paulo II, à luz do Concílio Ecumênico Vaticano II. De maneira especial, este Congresso aprofundou a terceira parte do Catecismo, sobre a Teologia Moral”.

Encontro com o Papa: No dia 10 de setembro, o Papa Francisco recebeu os participantes do III Congresso Internacional de Catequese, na Sala Paulo VI. O Santo Padre motivou os participantes a perseverarem na missão da catequese. “Por favor: nunca vos canseis de ser catequistas. Não de ‘dar a aula’ de catequese. A catequese não pode ser como uma lição escolar, mas é uma experiência viva da fé que cada um de nós sente o desejo de transmitir às novas gerações. Evidentemente, temos de encontrar as melhores formas para que a comunicação da fé seja adequada à idade e à preparação das pessoas que nos ouvem; no entanto, o encontro pessoal que temos com cada um deles é decisivo. Só o encontro interpessoal abre o coração para receber o primeiro anúncio e desejar crescer na vida cristã com o próprio dinamismo que a catequese permite atuar”, reforçou o papa.

Papa Francisco ainda recordou a vocação de catequista e do ministério do catequista como compromisso de levar a Palavra de Deus. “Caros e caras catequistas, sois chamados a tornar visível e tangível a pessoa de Jesus Cristo, que ama cada um de vós e por esta razão se torna regra da nossa vida e critério das nossas ações morais. Nunca vos afasteis desta fonte de amor, pois é a condição para ser feliz e cheio de alegria sempre e apesar de tudo. Esta é a vida nova que surgiu em nós no dia do Batismo e que temos a responsabilidade de partilhar com todos, para que ela possa crescer em cada um e dar frutos. Estou certo de que este caminho conduzirá muitos de vós a descobrir plenamente a vocação de ser catequista e, assim, pedir para aceder ao ministério de catequista. Instituí este ministério sabendo o grande papel que pode desempenhar na comunidade cristã. Não tenhais medo: se o Senhor vos chamar para este ministério, segui-o! Sereis participantes na mesma missão de Jesus de proclamar o seu Evangelho e de introduzir na relação filial com Deus Pai”.

Veja também:

Escala Diaconado Permanente – Exéquias – Mês de NOVEMBRO 2022

A Associação dos Diáconos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (ADPARP) divulga a Escala de Exéquias (Celebração Exequial nos Velórios) para o mês de NOVEMBRO de 2022 (final de semana e segunda-feira) para atendimento nos velórios de Ribeirão Preto.