Paróquia São Mateus sediou a celebração da festa de São Lourenço Diácono

A Associação do Diaconado Permanente da Arquidiocese de Ribeirão Preto (ADPARP) celebrou, em 10 de agosto, na Paróquia São Mateus Apóstolo, no Quintino Facci I, em Ribeirão Preto, a festa litúrgica do padroeiro São Lourenço, Diácono e Mártir. A celebração eucarística foi presidida pelo arcebispo dom Moacir Silva, e concelebrada pelo padre Severino Germano da Silva, pároco e anfitrião, e a presença dos Diáconos Permanentes e candidatos ao diaconado da Escola Diaconal Arquidiocesana São Lourenço.

Homilia: No início da homilia o arcebispo recordou o quarto aniversário de ordenação da terceira turma da Escola Diaconal, e agradeceu o serviço prestado pelo Diacônio arquidiocesano no exercício do ministério diaconal. “Meus cumprimentos aos diáconos que celebram hoje o aniversário de ordenação. Queridos diáconos de nossa Arquidiocese obrigado pelo que vocês são e significam para a nossa Igreja de Ribeirão Preto. Uma Igreja sem diácono é uma Igreja que falta alguma coisa na sua essencialidade ministerial”, disse dom Moacir.

Dom Moacir ainda na homilia destacou o testemunho do padroeiro dos Diáconos, São Lourenço, como fiel anunciador da Palavra de Deus, e aquele que testemunhou o amor a Jesus Cristo no serviço e solidariedade aos pobres. Por isso, o diácono tem como missão o serviço, na entrega e doação ao outro, como fiel testemunha do amor de Deus. “São Lourenço gastou a sua vida a serviço da Igreja e dos irmãos, não somente no altar, mas no serviço aos pobres, e que ele nos ajude a também gastar a nossa vida com essa Palavra que a liturgia coloca para nós no dia da sua festa, e nos ajude a fazermos da nossa vida um serviço aos nossos irmãos”, concluiu o arcebispo.

Antes dos ritos finais, o vice-presidente da ADPARP, Diácono Anselmo Belan, que exerce o ministério diaconal na paróquia São Mateus, dirigiu mensagem de agradecimento. “Em nome de toda família diaconal agradecemos ao senhor (Dom Moacir) pelo apoio e dedicação ao nosso ministério. Hoje a nossa turma de 2019 celebra o aniversário, e as outras turmas que nos antecederam, e com o apoio do senhor estão aí dando frutos no ministério diaconal. Queremos agradecer o senhor, mas sabemos que ser um bispo numa arquidiocese tão grande e complexa, com muitas cabeças e pensamentos diversos, requer também a nossa oração. Queremos agradecer também ao padre Germano, que me acolheu como diácono, e também toda a família diaconal. Muito obrigado”, finalizou diácono Anselmo.

Veja também: