Pastoral Carcerária realiza Assembleia Estadual em Batatais

Neste ano em que se comemora o jubileu de 50 anos da Pastoral Carcerária no Brasil, entre os dias 14 e 15 de maio, realizou-se na cidade de Batatais (SP), no Centro de Espiritualidade Claretiano, administrado pela Comunidade Missionária Divina Misericórdia (CMDM), a Assembleia Estadual da Pastoral Carcerária (PCr) que contou com representantes das sete províncias eclesiásticas do Regional Sul 1 da CNBB.

Esta assembleia é a primeira após a suspensão das reuniões previstas para 2020 e 2021 por causa da pandemia da Covid-19, e reuniu cerca de 60 agentes pastorais (bispo, padres, diáconos, religiosos(as) e leigos(as). Também foi a primeira que dom Luiz Antonio Cipolini (diocese de Marília), pode se fazer presente como referencial da Pastoral do estado de São Paulo, que contabiliza 1/3 da população carcerária nacional. Dom Moacir Silva, arcebispo de Ribeirão Preto, esteve na assembleia para acolher os participantes e apresentou a vida e martírio de Franz de Castro Holzwarth, que está em processo de beatificação como possível mártir do cárcere.

Na homilia de domingo (14), dom Luiz Antonio, inspirou a todos no compromisso com a missão pastoral, na unidade como Igreja, no aprimoramento constante da espiritualidade e, em particular, na ação de perpetuar o amor de Jesus dirigindo um olhar caridoso e sem julgamentos às pessoas em situação de privação de liberdade encontradas nas penitenciárias. Lembrou-nos ainda que estamos no processo sinodal, em busca da unidade com a missão da Igreja, na vocação à sinodalidade, no aprimoramento e vocação à sinodalidade.

Nesta oportunidade, as demandas do sistema penitenciário paulista, seja no serviço religioso e humano, de acordo com a Lei, foram atualizadas, bem como a realidade da Pastoral neste momento em que ainda em muitas unidades prisionais persistem as restrições ao acesso mais direto/próximo das pessoas em situação de privação de liberdade por parte dos agentes pastorais, impostas desde 2018 no estado.

A coordenação nacional, na pessoa da Irmã Petra Silvia Pfaller, se fez presente e acompanhou a assembleia que também reconduziu a religiosa Eliana Rocha (Comunidade Aliança de Misericórdia) como coordenadora estadual da PCr. Houve também a eleição dos coordenadores/as das províncias eclesiásticas do estado (Botucatu, Campinas, Ribeirão Preto, São Paulo, Taubaté e Sorocaba). A coordenadora reeleita escolheu como vice o diácono Carlos Alberto Barbosa Santos (Campinas) e dois secretários (Cláudio e José Donizete) para dinamizar os trabalhos.

Os trabalhos da assembleia foram coordenados pelo padre Valdo Bartolomeu de Santana, que também permaneceu na assessoria à coordenação estadual.

Jubileu: Nos dias 27 e 28 de agosto, haverá no Santuário Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP), o encontro nacional da Pastoral motivada pelo jubileu dos 50 anos de existência da Pastoral Carcerária no Brasil, com o convite aberto a todos os agentes da pastoral, como momento forte de celebração e renovar os ânimos para a caminhada.

Fonte: CNBB Regional Sul 1


Veja também:

Ano da Oração

Na preparação do Jubileu 2025, o ano de 2023 foi o ano voltado à redescoberta dos ensinamentos conciliares, contidos principalmente nas quatro Constituições do Vaticano II: Dei Verbum (DV), Sacrosanctum Concilium (SC), Lumen Gentium (LG), Gaudium et Spes (GS). O ano de 2024 é dedicado inteiramente à oração, avançando na preparação para o Jubileu 2025: “Peregrinos de Esperança”