Pastoral Familiar e Ano da Família “Amoris Laetitia”

Em 19 de março de 2021, a Igreja comemorou o quinto ano da publicação da exortação apostólica Amoris Laetitia sobre a beleza e a alegria do amor familiar. Neste mesmo dia, o Papa Francisco inaugurou o Ano “Família Amoris Laetitia”, um ano especial para crescer no amor familiar, que terminará em 26 de junho de 2022, por ocasião do X Encontro Mundial das Famílias em Roma com o Santo Padre. Na Arquidiocese de Ribeirão Preto a Equipe da Pastoral Familiar Arquidiocesana conta com a assessoria eclesiástica do padre Robson Eduardo Nascimento, do auxílio do padre Luís Felipe Rodrigues da Silva, e da coordenadora Vânia Mica, e de casais que compõem a equipe. Encaminhamos a equipe da Pastoral Familiar algumas perguntas referentes ao Ano “Família Amoris Laetitia” e reproduzimos abaixo as respostas.

Igreja-Hoje: Qual a importância de celebrarmos o Ano da Família Amoris Laetitia?

Pastoral Familiar: Da mesma forma que o seu pontificado (Papa Francisco), na linha da continuidade da reflexão da Igreja, o documento Amoris Laetitia, é um novo sopro do Espírito para reacender as brasas da beleza do matrimônio e da vida familiar. Sendo assim é de suma importância revisitar esse documento tão fecundo e profundo para a ação da pastoral familiar, passados já cinco anos de sua publicação pós sínodo da família.

IH: Como a Pastoral Familiar arquidiocesana está preparada para celebrar o Ano Família Amoris Laetitia?

Pastoral Familiar: A Equipe da Pastoral Familiar Arquidiocesana, na medida daquilo que é possível e permitido no drama que vivemos, está preparada na boa vontade e também com ideias para se viver o Ano da Família, por meio de disponibilização de um sucinto material para a reflexão dos grupos e famílias, e também por meio de transmissões de lives ao longo do ano, conciliando o Ano Amoris Laetitia com a situação atual da pandemia.

IH: Como as famílias neste tempo de pandemia podem viver e celebrar o Ano Família Amoris Laetitia?

Pastoral Familiar: É nítido o amor do Papa pelas famílias, que visibiliza o amor de Deus e da Igreja pela família, como sinal e reflexo de Deus na terra. O atual contexto da pandemia, revelou muitas lacunas, fragilidades, desafios, antes já existentes, porém agora escancarados e em tantas situações aumentados (perdas, crise econômica e existencial, a falta e os problemas trazidos pela ausência de proximidade física, ao mesmo tempo as dificuldades e desafios da convivência doméstica etc). Por isso a consciência de que as alegrias e tristezas, desafios e esperanças das famílias, são também os da Igreja, não estar só é o foco de luz necessário para atravessarmos esse tempo de crise, que carrega em seu seio a oportunidade de mudanças necessárias. A melhor forma de vivermos esse ano como sabemos é “em casa”, por meio de momentos de oração e reflexão, participação nos momentos propostos pela arquidiocese. Nunca foi tão essencial ressaltar de que os altares das Igrejas se multiplicaram nos lares.

IH: Qual a mensagem da Pastoral Familiar às famílias neste Ano da Família Amoris Laetitia?

Pastoral Familiar: De que não se perca a esperança! De transformar o caos desse momento desfavorável que a humanidade atravessa, em um kairós, um momento favorável para se redescobrir aquilo que nos é essencial enquanto humanidade e que na rotina, na indiferença e correria do dia a dia até então eram desvalorizados e esquecidos. O próprio Ano da Família, juntamente com o Ano de São José, são sinais divinos para que saibamos de que Deus vive essa pandemia conosco! Lembremos da Sagrada Família, que não é um modelo ideal de vida familiar, mas sim real: tiveram dificuldades, perdas, dores, perseguição e tantos dramas que nos assustam também hoje, porém souberam passar com perseverança e confiança, certos de que Deus está conosco sempre, e em todos os momentos! Por isso muita fé e esperança para as famílias e grupos da Pastoral Familiar, que é chamada mais e mais a ser “bom samaritano” no presente e futuro da humanidade.

Veja também:

Escala Diaconado Permanente – Exéquias – Mês de AGOSTO 2021

A Associação dos Diáconos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (ADPARP) divulga a Escala de Exéquias (Celebração Exequial nos Velórios) para o mês de agosto de 2021 (final de semana) para atendimento nos velórios de Ribeirão Preto. Este serviço faz parte do Ministério da Caridade aos que os diáconos são chamados a realizar.

Dia de Espiritualidade dos Padres das dioceses da Sub-Região RP-1

Nesta sexta-feira, 30 de julho de 2021, os padres das dioceses da sub-região RP-1: dioceses de Franca, Jaboticabal, São João da Boa Vista e arquidiocese de Ribeirão Preto, realizam o “Dia de Espiritualidade dos Padres da Sub-Região RP-1”. Neste ano, por motivo da pandemia e da impossibilidade de realizar presencialmente, o encontro presbiteral faz uso das redes digitais para meditar e refletir a Palavra de Deus.