Pastoral Familiar realizou o simpósio: “Catequese Matrimonial: caminhos e urgências com André Parreira”

Pastoral Familiar realizou o simpósio: “Catequese Matrimonial: caminhos e urgências com André Parreira”

A Pastoral Familiar promoveu formação específica sobre a Catequese Matrimonial com assessoria de André Parreira, autor do material de formação utilizado na Arquidiocese: “Matrimônio: Encontros de Preparação – Catecumenato Matrimonial Etapa Próxima”, nos dias 6 e 7 de maio, na paróquia Santa Luzia, na Vila Lobato, em Ribeirão Preto, e reuniu ao menos 280 participantes, provenientes de 56 paróquias, e também a coordenação da Pastoral Familiar da Diocese de São João da Boa Vista.

O coordenador arquidiocesano da Pastoral Familiar, padre Luís Felipe Rodrigues da Silva, comentou a expectativa do simpósio e a importância da formação permanente dos agentes da Pastoral Familiar. “Estamos realizando o Simpósio da Pastoral Familiar com a presença de André Parreira que é o autor do livro adotado na arquidiocese como material de estudo para a Catequese Matrimonial, e houve um momento específico para o clero, e outro para os nossos agentes da Pastoral Familiar e Catequese Matrimonial, de reforçar, de atualizar e cada vez mais com empenho e amor nos dedicarmos a formação das famílias. É um momento de atualização sobre aquilo que a Igreja oferece de mais novo na questão dos documentos, de formação, trocas de experiências, fortalecimento daquilo que já tem sido feito, e também novas ideias para continuarmos perseverantes no caminho da formação e do cuidado das famílias”, destacou padre Luís.

O assessor do simpósio, André Parreira, falou da proposta de aprofundamento e atualização dos documentos da Igreja como um dos objetivos das reflexões trazidas para o simpósio. “A proposta deste Simpósio da Pastoral Familiar é atualizar o que a Igreja tem dito sobre a preparação para o matrimônio. A Igreja publicou em 2022 um novo documento e este novo documento tem novas ideias, novos desafios, então estamos aqui fazendo um resgate do que a Igreja orientava e colocando também as novidades deste documento com a proposta para a Pastoral Familiar da Arquidiocese aprofundar a preparação para o matrimônio”, explicou André.

Missa

A missa no encerramento do simpósio foi presidida pelo arcebispo dom Moacir Silva, que na introdução da homilia manifestou a gratidão aos agentes da Pastoral Familiar pelo compromisso na evangelização familiar. “Queridos irmãos, queridas irmãs, minha primeira palavra é de gratidão a cada um de vocês atuam na nossa Arquidiocese na evangelização familiar, trabalho fundamental na vida de uma Igreja Particular. Minha gratidão a vocês Catequistas Matrimoniais que enfrentaram o desafio da implantação da Catequese Matrimonial em nossa arquidiocese e que ainda em alguns lugares, bem menos que antes, ainda enfrentam dificuldades para fazer acontecer aquilo que é o projeto original da Catequese Matrimonial. Obrigado por você enfrentarem esses desafios e serem perseverantes atuando e preparando os novos casais para a vida matrimonial”, expressou dom Moacir.

Na homilia, o arcebispo também reafirmou o compromisso da manutenção das disposições contidas em Carta Pastoral, publicada em 1º de agosto de 2017, e que apresentou as novas disposições de conteúdo e método de preparação para o matrimônio em toda a arquidiocese, e entrou em vigor a partir de 1º de janeiro de 2019. “Aproveito para reafirmar que as disposições da minha Carta Pastoral sobre a Preparação para o Sacramento do Matrimônio na Arquidiocese de Ribeirão Preto, que introduziu e instituiu a Catequese Matrimonial está plenamente em vigor. É bom que saibam de uma coisa: documento na Igreja quando ele é promulgado e entra em vigor, ele permanece em vigor, a não ser que a autoridade que promulgou o documento faça a revogação. Estou dizendo a vocês que a Carta Pastoral e suas disposições estão plenamente em vigor, não revoguei nada, portanto afirmo que a Catequese Matrimonial é lei em nossa arquidiocese. Eu estou contando com a ajuda de vocês para a aplicação plenamente da Catequese Matrimonial agora revigorada ainda mais com este nosso encontro. Quem tem a ganhar são as famílias e você ganham também com a formação das novas famílias. E quem tem a ganhar é a Igreja com famílias bem formadas e bem constituídas”, reafirmou dom Moacir.

Encerramento

Antes dos ritos finais, o padre Luís Felipe, expressou a gratidão a todos os participantes, a dom Moacir, ao padre Márcio Luiz de Souza e a comunidade paroquial de Santa Luzia, ao padre Luís Gustavo Benzi, coordenador de pastoral, ao assessor André Parreira, aos integrantes da Pastoral Familiar Arquidiocesana, e a todos que colaboraram para a organização do simpósio. “Chegando ao final do nosso simpósio nesta celebração eucarística, a oração máxima da Igreja, pela qual rendemos graças a Deus pela Catequese Matrimonial, pela vida e trabalho de vocês, pelos ensinamentos e a presença do André Parreira, queremos agradecer a cada um de vocês pela presença. Levem as suas paróquias tudo que aprenderam, não se deixem vencer pelo desânimo, pelos obstáculos e dificuldades. A fé que nós carregamos é muito maior que tudo isso. Com a graça de Deus continuemos perseverantes e alegres no caminho da formação das famílias”, concluiu padre Luís.

Catequese Matrimonial: A Catequese Matrimonial na Arquidiocese de Ribeirão Preto, desde 1º de janeiro de 2019, adotou como material de formação o livro “Matrimônio: Encontros de Preparação – Catecumenato Matrimonial Etapa Próxima” – de autoria de André e Karina Parreira, publicada por Pius Edições, que em 2022, ganhou uma segunda edição revisada e ampliada, e que conta com a apresentação do arcebispo dom Moacir Silva.

Acesse aqui o material do Simpósio

 

Veja também: