Serrana sediou a concentração forânea da forania São Bento

Na Solenidade da Santíssima Trindade, 4 de junho, as paróquias da forania São Bento, se reuniram na paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Serrana, para a quarta Concentração Forânea, que marca as celebrações dos 10 anos de pastoreio de Dom Moacir Silva na Arquidiocese e contribui na preparação da Pré-assembleia Arquidiocesana de Pastoral. Há 10 anos, em 18 de agosto de 2013, dom Moacir visitou a forania, sendo acolhido no Ginásio de Esportes Dr Paulo Ricardo Arena, em Cajuru. Desta vez, a concentração forânea, em Serrana, reuniu os padres, diáconos, seminaristas, e representantes paroquiais das paróquias da forania das cidades de: São Simão, Bento Quirino, Santa Rosa de Viterbo, Cajuru, Serrana, Santa Cruz da Esperança, Cássia dos Coqueiros, Serra Azul. Antes do início da celebração, o padre André Massaro, Vigário Forâneo, coordenou o momento de acolhida ao Arcebispo, onde os padres das paróquias da forania, acompanhados de alguns leigos em procissão, entronizaram as imagens dos santos e santas padroeiros das paróquias da forania.

Na introdução da homilia o arcebispo saudou os participantes e destacou o sentido da solenidade da Santíssima Trindade. “Queridas irmãs, queridos irmãos, que bom estarmos reunidos ao redor do altar do Senhor realizando o ato mais importante do nosso dia, a nossa participação consciente, ativa e frutuosa na celebração da Eucaristia pela qual Deus Nosso Senhor é glorificado e nós somos santificados e a ação salvadora de Deus atingindo o mais profundo do nosso ser. Estamos prosseguindo a peregrinação pelas foranias de nossa Arquidiocese, e hoje é a vez da forania São Bento. Desde já agradeço a presença de cada um, bem como a acolhida feita antes do início da celebração. A Solenidade que hoje celebramos não é um convite a decifrar o mistério que se esconde por detrás de ‘um Deus em três pessoas’; mas é um convite a contemplar o Deus que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor”, expressou dom Moacir.

Dom Moacir ainda ressaltou na homilia a importância de vivermos a espiritualidade da comunhão. “A Solenidade da Santíssima Trindade nos convida e nos impulsiona a viver a comunhão entre nós, nos impulsiona a vivenciar a espiritualidade da comunhão. ‘Espiritualidade da comunhão que significa, em primeiro lugar, ter os olhos do coração voltado para o mistério da Trindade, que habita em nós e cuja luz dever ser percebida no rosto dos irmãos que estão ao nosso redor’ (NMI 43). Que a Trindade Santíssima nos faça compreender melhor o dom da comunhão e nos ajude vivê-la em nossa família, em nossa pastoral, em nossa ação missionária, em nossa comunidade paroquial. Por fim, rezamos: Ó Santa, indivisa e una Trindade, com todas as fibras da alma e da voz, vos louvamos cantando, na fé confessando: Glória a vós pelos séculos dos séculos. Amém”, concluiu o arcebispo.

A concentração terminou com a transmissão ao vivo pela página do facebook da Arquidiocese do programa Estou Convosco, espaço para reflexão do Evangelho dominical, e também das reflexões dos temas referentes a Pré-assembleia Arquidiocesana de Pastoral.

Veja também: